Casal australiano abandona bebê com síndrome de Down na Tailândia

downUm casal australiano que contratou uma mãe de aluguel na Tailândia abandonou um dos bebês gêmeos porque ele tinha síndrome de Down, noticiaram jornais australianos e ingleses nesta sexta-feira (1º). Gammy, que agora tem seis meses, tem também uma doença congênita no coração, euma campanha está levantando fundos para ajudar sua jovem mãe a pagar pela cirurgia em Bangcoc.

Segundo o jornal “Sydney Morning Herald”, a mãe, Pattharamon Janbua, de 21 anos, recebeu US$ 11,7 mil para ser barriga de aluguel para um casal australiano que não podia ter filhos. “Eu perguntei para o agente se tinha que dormir com o homem. Eu era uma menina inocente e não conhecia nada sobre esse negócio”, disse ela.

Janbua disse que três meses após ter recebido o óvulo fecundado, ela descobriu que teria gêmeos. O agente ofereceu a ela US$ 1673 a mais pelo segundo bebê. No mês seguinte, após fazer exames de rotina, os médicos detectaram a síndrome de Down. Os pais australianos foram avisados e disseram que não queriam ficar com o bebê, segundo uma fonte ligada à família.

“Eles me disseram para abortar, mas eu não queria pois tenho medo do pecado”, disse a jovem tailandesa, que é budista. Quando os bebês nasceram, o agente levou a menina e deixou o irmão com Down. A jovem nunca viu o casal. Ela disse que o agente não pagou US$ 2.341 do montante acordado.

“Eu gostaria de dizer para as tailandesas: não entrem no negócio de mãe de aluguel. Não pensem só no dinheiro. Se algo dá errado ninguém vai nos ajudar e o bebê será abandonado e aí nós teremos que assumir a responsabilidade”, disse Janbua ao jornal. De acordo com a reportagem, a lei tailandesa só permite a barriga de aluguel caso uma familiar o faça de livre e espontânea vontade.

Uma campanha no site de financiamento coletivo Gofundme visa arrecadar US$ 150 mil para a mãe – em dez dias, mais de 2 mil pessoas já doaram US$ 102 mil.

Do G1.

Padre exige que ladrão assine recibo após assalto

padreO padre Rosevaldo Bahls, da Igreja Nossa Senhora do Caravaggio, em Cascavel (PR), surpreendeu um ladrão na tarde desta sexta-feira (1º) após pedir para ele assinar um recibo com o valor de R$ 200, que foi roubado da igreja.

Segundo Bahls, a atitude foi tomada como uma forma de prestar contas aos fiéis.

“Assim como é feito nas empresas ou em outros lugares precisava prestar contas de tudo o que saiu, assim como do que entra”, contou. O ladrão, que já era procurado pela polícia e costumava assaltar igrejas havia quatro anos, foi preso e está na delegacia de Cascavel.

Em entrevista à RPC TV, o padre disse que foi surpreendido com o roubo. “Ele chegou e fomos ao confessionário; depois disse, ‘eu não vim me confessar, quero cinco mil reais’, então conversamos e eu lhe entreguei R$ 200”, disse.

Logo depois, pediu à secretária que preparasse o recibo. O ladrão foi detido horas depois, após assaltar o pastor Jair Krack, da Igreja Luterana.

“Ele já cometeu assaltos anteriormente, é uma situação complicada, mas confiamos em Deus”, concluiu.

Do Exame.

Cliente será indenizado por ligações excessivas de call center

telefoneEm decisão unânime, os juízes da 1ª Turma Recursal Cível dos Juizados Especiais Cíveis do RS negaram recurso da Telefônica Brasil em processo no qual a empresa foi condenada por danos morais por ter realizado um número excessivo de ligações de seu call center a um cliente. A empresa deverá pagar indenização no valor de R$ 2 mil.

De acordo com os autos, a Telefônica Brasil S/A realizou “insistentes ligações” de seu call center ao celular do autor da ação. O cliente se encontrava em tratamento médico e necessitando de repouso. Ele afirmou ter pedido inúmeras vezes para que cessassem as ligações, o que não ocorreu.

O autor da ação narrou que sofreu um acidente, permanecendo dias hospitalizados e, posteriormente, em regime de internação domiciliar, tomando forte medicação. Referiu que, a despeito da situação, a ré efetuou inúmeras ligações diárias, em horários variados, entre 8 e 21h, ofertando serviços que não tem interesse.

Mencionou que a ré chegou ao ponto de realizar mais de 10 ligações ao dia, importunando seu tratamento, embora as várias explicações realizadas a respeito no desinteresse na situação.

A empresa ré alegou que foram realizadas ligações informativas pela central de atendimento, não caracterizando abalo moral.

Na Comarca de Santa Maria, a Telefônica foi condenada a indenizar em R$ 2 mil. Interpôs recurso, negado pela 1ª turma Recursal Cível, que considerou configurado o dano, pela persistência da ré, que desconsiderou os pedidos expressos do cliente, conforme protocolo juntado ao processo, no sentido de cessarem os contatos “em especial porque se encontrava em tratamento médico”, necessitando de repouso. Participaram do julgamento os juízes Marta Borges Ortiz (relatora), Marlene Landvoigt e Alexandre de Souza Costa Pacheco.

  • Processo: 71004676771

Do Migalhas.

Ataque mata oito crianças em Gaza e Israel nega autoria

ataqueUm bombardeio em um campo de refugiados matou oito crianças ontem (28), em Gaza. Outro ataque atingiu o Hospital Al Shifa, também em Gaza, mas não há informação sobre mortes. Apesar das autoridades palestinas responsabilizarem o Exército de Israel, este afirma que o ataque veio de foguetes disparados pelo próprio Hamas, em uma ofensiva frustrada.

A porta-voz do Exército de Israel, Avital Leibovich, atribuiu o ataque ao Hamas, conforme publicação em sua conta no Twitter, na tarde de hoje. “Uma tentativa frustrada de acertar Israel com foguetes de longo alcance, próximo a um hospital, atinge jardim de infância em Gaza”, diz Leibovich.

Pelo menos dez palestinos, entre eles três crianças, morreram na última noite após ataques na Faixa de Gaza, informaram os serviços de emergência locais. De acordo com o porta-voz dos serviços de emergência, Ashraf al-Qudra, cinco pessoas, incluindo três crianças, foram mortas quando um projétil disparado por um carro de combate atingiu uma casa no norte da cidade de Jabaliya. Uma outra pessoa morreu após ataque no centro da cidade e mais quatro na cidade sulista de Khan Yunis.

Os bombardeios israelenses ocorridos na última noite ocorreram após a morte de quatro soldados em um ataque no Sul de Israel e de outro no Sul de Gaza, informou o Exército. Em três semanas de conflitos entre Israel e o Hamas, movimento islâmico que controla a Faixa de Gaza, a ofensiva israelense deixou cerca de 1.050 mortos – mais de três quartos, civis, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) – além de cerca de 6.200 feridos ma Faixa de Gaza.

Do EBC.

Anão ou gigante? Brasil e Israel entram em duelo diplomático

anaoEm meio ao conflito que já matou centenas de pessoas na Faixa de Gaza, Brasil e Israel entraram nesta quinta-feira em uma briga diplomática sem meias palavras.

A animosidade teve origem quando o Ministério das Relações Exteriores publicou, na noite desta quarta-feira,uma nota de repúdio ao “uso desproporcional da força” de israelenses contra palestinos, “do qual resultou elevado número de vítimas civis, incluindo mulheres e crianças”.

O comunicado não agradou à chancelaria de Israel, que afirmou, por meio de seu porta-voz, que o Brasil é um parceiro diplomático “irrelevante”. “Essa é uma demonstração lamentável de por que o Brasil, um gigante econômico e cultural, continua a ser um anão diplomático”, disse Yigal Palmor.

O Consulado de Israel também respondeu com uma nota oficial em seu site, lamentando o fato de o Brasil “ignorar seu direito de defesa”.

“Israel espera o apoio de seus amigos na luta contra o Hamas, que é reconhecido como uma organização terrorista por muitos países ao redor do mundo”, diz ainda o comunicado.

Ao contrário do que acontece geralmente nos discursos amenos da diplomacia, o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, rebateu as acusações e manteve a posição de reprovação contra o uso massivo de força.

“Condenamos a desproporcionalidade da reação de Israel, com a morte de cerca de 700 pessoas, dos quais mais ou menos 70% são civis, e entre os quais muitas mulheres, crianças e idosos”, disse o ministro nesta quinta.

“Se há algum anão diplomático, o Brasil não é um deles. Somos um dos 11 países do mundo que têm relações diplomáticas com todos os membros da ONU e temos um histórico de cooperação pela paz”, afirmou ainda.

Sobre o Hamas, Figueiredo lembrou que outro comunicado emitido pelo Itamaraty no dia 17 já condenava o movimento islâmico pelos foguetes lançados contra Israel.

“Israel se queixa que, na última nota, não repetimos a condenação que já tínhamos feito. A condenação que já tínhamos feito continua”, disse o ministro, enfatizando que não existe cessar-fogo unilateral.

Do Exame Notícias.[tabs tab1=”Tab 1″ tab2=”Tab 2″ tab3=”Tab 3″]

[tab id=1]Tab content 1[/tab]
[tab id=2]Tab content 2[/tab]
[tab id=3]Tab content 3[/tab]

[/tabs]

TCU condena ex-diretores da Petrobras por prejuízo com Pasadena, mas inocenta Dilma

dilmaO Tribunal de Contas da União (TCU) condenou, nesta quarta-feira (23), o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli e outros dez diretores da estatal a pagar o prejuízo de 793,2 milhões de dólares com a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. O acórdão do tribunal inocentou os membros do conselho de administração da estatal, entre eles a então comandante do colegiado, a presidente Dilma Rousseff.

O secretário de Controle Externo da Administração Indireta do TCU, Osvaldo Perrout, confirmou a inocência do conselho de administração em seu depoimento nesta tarde aos integrantes da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras. “Na análise dos técnicos do TCU, não há responsabilidade dos membros do conselho. Isso foi reafirmado mais uma vez”, disse o relator da CPMI, deputado Marco Maia (PT-RS). O depoimento do secretário aconteceu a portas fechadas, a pedido do depoente, e ele não falou com a imprensa após o encontro.

Perrout é o chefe da área que fez o parecer para subsidiar o voto do ministro José Jorge, relator no TCU do processo sobre Pasadena. Um primeiro relatório feito em 4 de junho pelo auditor Alberto Pereira, que coordenou o caso, responsabilizou o conselho. Um novo parecer, revisado duas semanas depois, isentou o colegiado. Foi este texto que serviu de base para o acórdão aprovado hoje pelo TCU.

Contradição
Parlamentares da oposição criticaram uma possível contradição no depoimento de Perrout. Perguntado se teria votado com base no resumo executivo apresentado ao conselho de administração, caso pertencesse ao colegiado, o secretário teria dito que não. “Ele disse que exigiria mais documentos e não votaria [pela aprovação da compra de Pasadena] e agora disse que o conselho não tem responsabilidade”, reclamou o deputado Fernando Francischini (SD-PR), autor do convite para ouvir Perrout.

Para o deputado Rubens Bueno (PPS-PR), a decisão do TCU contraria a Lei das Sociedades Anônimas (S/A – Lei 6.404/76) sobre a necessidade de os membros de conselho de administração buscar o maior número de informações possíveis antes de tomar uma decisão. “A lei obriga o conselho a tomar todos os cuidados porque é o último a dar o parecer.”

Segundo Francischini, o ministro José Jorge foi pressionado para inocentar a presidente Dilma Rousseff. “Vamos criar um novo precedente no TCU para gestores de recursos públicos, dizendo que a culpa no desvio de dinheiro público não serve para punir mais ninguém”, declarou.

Em 2006, o conselho de administração autorizou a compra de 50% da refinaria de Pasadena, que pertencia à belga Astra Oil, por 360 milhões de dólares. Ao final do negócio, em 2012, a refinaria foi adquirida pela Petrobras, depois de um processo de arbitragem judicial, por 1,25 bilhão de dólares.

Água fria
Segundo o líder do PT no Senado, senador Humberto Costa (PE), a decisão do plenário do TCU de não culpar o conselho administrativo pelas perdas com a aquisição de Pasadena foi uma “ducha de água fria” para a oposição. “O ministro José Jorge foi obrigado a reconhecer que a presidenta Dilma não tem qualquer responsabilidade no caso. O principal objetivo da oposição caiu por terra”, sustentou Costa.

PGR
Também hoje, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidiu arquivar a apuração para analisar possível irregularidade na aprovação da compra de Pasadena. O procurador informou que não é possível “imputar o cometimento de delito de nenhuma espécie” aos integrantes do conselho.

Outros depoimentos
No dia 30 deste mês, a CPMI ouvirá José Orlando Melo de Azevedo, ex-presidente da Petrobras América Inc e primo do ex-presidente da estatal Sérgio Gabrielli. Em agosto, devem prestar depoimento à comissão os ex-diretores da área internacional da empresa Jorge Luiz Zelada (dia 6) e Nestor Cerveró (dia 13).

Segundo o presidente do colegiado, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), a escolha dos depoentes foi feita para dividir o trabalho da CPMI de acordo com os quatro eixos de investigação propostos quando a comissão foi instalada. “Com os próximos depoimentos, vamos fechar o eixo Pasadena”, comentou.

Do Senado.

Aplicativo para celular ajuda a tirar fotos de cães

caesUm aplicativo exclusivo para o compartilhamento de fotos de cachorros já é sensação na internet. Por meio dele, os donos de pets têm uma ferramenta especial para divulgar suas imagens e acompanhar as criativas imagens tiradas de várias partes do mundo.

A rede social Instagram é uma das mais usadas no mundo para postar fotos e vídeos. Nos perfis, os usuários dividem o cotidiano com outros internautas por meio de imagens de viagens, da família, selfies e também dos animais de estimação – estas últimas fazem um grande sucesso na internet.

Percebendo isso, a companhia norte-americana BarkBox lançou o BarkCam, “Instagram para cachorros”. O aplicativo foi desenvolvido com o diferencial de emitir diversos sons para chamar a atenção do animal e fazê-lo ficar parado na hora de tirar a foto. Além disso, possuem as edições com filtros e ajustes para melhorar a imagem.

Gratuito, o aplicativo está disponível para o sistema iOS (iPhone e iPad), baixe aqui, e há previsão de chegar para Android em agosto. Os mesmos criadores deste aplicativo desenvolveram o Tinder para cães, que ajuda animais cuidados por abrigos a encontrarem pessoas que querem adotar.

Para ver mais imagens, acompanhe o perfil no Instagram @barkbox.

Fonte: CicloVivo.

Empresa norte-americana aluga bodes para capinar terrenos

bodesPode parecer estranho, mas uma empresa norte-americana tem investido na locação de bodes e ovelhas para capinar terrenos. A opção é uma alternativa sustentável e mais econômica para substituir máquinas, normalmente movidas a combustíveis fósseis.

A iniciativa é da Rent-A-Ruminant LLC, que garante a eficiência do sistema. Através da página da empresa na internet é possível contratar os serviços dos animais ruminantes. Para isso, os clientes informam o tipo de terreno que será limpo, dando detalhes sobre o tamanho e as espécies de plantas existentes no local, já que é necessário garantir que não haja espécies venenosas que possam contaminar os animais.

A partir desta primeira analisa, a empresa informa qual é a quantidade de exemplares necessários para realizar o serviço. A estimativa é de que sejam necessários 60 bodes, trabalhando de três a cinco dias, para limpar uma área de 0,1 hectare. A empresa informa que os custos para esta estrutura são menores que os de sistemas tradicionais.

Outro benefício do uso dos bodes é que, por serem animais com extrema facilidade para escalar, eles são capazes de permanecer confortavelmente em terrenos íngremes, onde muitas vezes as máquinas não chegam.

Esta foi a opção escolhida pelo Google como uma das estratégias para minimizar seus impactos ambientais. A empresa anunciou que desde 2009 tem alugado bodes para capinar a terra e manter a grama da sede na Califórnia sempre aparada.

Fonte: CicloVivo.

Rebeldes pró-Rússia encontram objetos que podem ser caixas-pretas de avião

pró-russiaRebeldes pró-Rússia encontraram objetos que podem ser as caixas-pretas do avião da Malysia Ailrines que caiu na última quinta-feira (17) na Ucrânia, anunciou hoje (20) um dos líderes do grupo, Alexandre Borodaï.

O primeiro-ministro da autoproclamada República do Povo de Donetsk disse estar pronto para entregar os objetos encontrados aos especialistas internacionais que vão verificar as causas do acidente. Ele disse que os rebeldes não confiam em especialistas ucranianos.

Borodaï disse ainda que os corpos removidos do local vão ser mantidos em locais refrigerados perto do local da queda do avião até a chegada de perito. O líder explicou que suas forças retiraram os corpos do local em respeito às famílias das vítimas. “Não podíamos esperar mais por causa do calor e também porque há muitos cães e animais selvagens nessa área.”

O Boeing 777 da Malaysia Airlines, que fazia a ligação entre Amesterdã e Kuala Lumpur, caiu na última quinta-feira no Leste da Ucrânia com 298 pessoas a bordo. Segundo o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, o avião foi atingido por um míssil disparado de território controlado por separatistas pró-Rússia.

O governo russo exigiu da Ucrânia respostas sobre o abate do avião, em uma zona controlada por separatistas ucranianos pró-Rússia, acusando o governo de Kiev de ser o responsável.

O avião perdeu a comunicação com terra na região oriental de Donetsk – perto da cidade de Shaktarsk –, palco de combates entre forças governamentais ucranianas e rebeldes pró-Rússia, e vitimou todas as 298 pessoas que seguiam a bordo, chocando o mundo e provocando fortes trocas de acusações entre Moscou e Kiev.

Do EBC.

A cura da Aids poderia estar naquele avião

aviãoA queda do avião da Malaysia Airlines ocorrida nesta quinta-feira, 17, reservou tristes notícias para o mundo da ciência. No voo, estavam cerca de 100 cientistas e ativistas a caminho da Conferência Internacional sobre a Aids, prevista para começar neste domingo (20) na Austrália.

Dentre os mortos, estava o holandês Joep Lange, de 60 anos, reconhecido como um dos maiores especialistas sobre a doença no mundo. O cientista dedicou cerca de 30 anos da sua vida às pesquisas sobre o vírus HIV e à Aids. Ele ficou mundialmente conhecido por defender a diminuição dos custos do tratamento para os países mais pobres. Em anuncio, um professor da Universidade South Wales que havia trabalhado com Lange disse: “Joep tinha um compromisso absoluto com os tratamentos contra o HIV na Ásia e na África”.

Ex-presidente da Sociedade Internacional da Aids (IAS), o cientista estava trabalhando como professor de medicina na Universidade de Amsterdã e era diretor do Instituto de Amsterdã para a Saúde Global e o Desenvolvimento. Em declaração, o atual presidente da IAS falou: “O movimento HIV/Aids perdeu um gigante”.

Pioneiro nas terapias mais acessivas da doença, Lange estava voando para Kuala Lumpur, onde encontraria sua mulher para um voo de conexão à Austrália. Junto dele, estavam cerca de 100 pessoas que seguiam em direção à conferência. Em entrevista a uma rede australiana, Trevor Stratton, um consultor sobre a doença, disse: “A cura da Aids poderia estar a bordo daquele avião, simplesmente não sabemos”.

Da Revista Galileu.