Fundação Cultural de Joinville (SC) seleciona músicos para a Orquestra Municipal

PalavraLivre-musicos-selecao-orquestra-joinvilleA Fundação Cultural de Joinville (FCJ) abriu o processo de seleção de 38 músicos bolsistas que irão compor a Orquestra Cidade de Joinville (OCJ).

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até o próximo dia 8 de julho, das 8 às 14 h, no setor de Licitação da FCJ – Avenida José Vieira, 315, América. O edital com maiores informações, documentação necessária e anexos está disponível no site da Fundação Cultural.

Destes 38 músicos bolsistas que serão selecionados, um atuará como spalla (corresponsável com o maestro pela condução da orquestra ), 12 como chefes de naipe (músicos líderes e responsáveis por naipes/seções ) e 25 como músicos instrumentistas e/ou instrumentistas oficineiros. O resultado da seleção deve ser divulgado no dia 26 de julho, no site da Fundação Cultural de Joinville.

Sobre a Orquestra Cidade de Joinville
A Orquestra Cidade de Joinville iniciou suas atividades em 2014 e é a única orquestra púbica do Estado de Santa Catarina. Tem por objetivo desenvolver intensa atividade musical em prol do crescimento cultural de Joinville e região, além de ajudar a formar músicos profissionais de alta qualidade.

Atualmente, a Orquestra é dirigida pelo maestro Martinho Lutero Klemann. Desde a sua criação, o grupo, que tem repertório que transita entre o erudito e o popular, realizou concertos gratuitos como o de Natal, o da Homenagem aos Imigrantes de Joinville e o do Dia Mundial do Rock, além dos concertos de sua temporada oficial e dos concertos itinerantes nos bairros da cidade.

Com informações da FCJ

Brasil terá escolha do melhor samba; seleção de 1.000 composições começa em 15 de dezembro

Gratuita, mostra pretende resgatar composições de todos os estilos de samba; premiação chegará a R$35 mil para as duas melhores composições; haverá escolha da população e do júri

A cidade de São Paulo será palco a partir de dezembro da maior mostra de samba da história do Brasil. Serão seis meses de apresentações de samba, dança e música instrumental, mesclando alguns dos mais renomados artistas brasileiros com músicos da nova geração, culminando com a escolha da melhor nova composição de todo o Brasil. Será a primeira São Paulo Exposamba, que começará a receber inscrições em 15 de dezembro.

A iniciativa terá três vertentes culturais: Mostra de Sambas Inéditos, Só Danço Samba e Raízes do Nosso Som, totalizando 141 eventos em 86 locais. Com o evento, o Brasil terá a maior mostra de novas canções das últimas décadas. Inicialmente, 1.000 sambas, de todos os estilos, poderão ser inscritos gratuitamente pelo site www.g1.globo.com/saopauloexposamba , de 15 a 29 de dezembro. Estes 1.000 sambas irão concorrer em 50 eliminatórias (20 sambas em cada), com apresentações ao vivo de seus compositores (ou de intérpretes indicados por eles) em 40 Centros Educacionais Unificados (CEUs) e em casas de show espalhados pela cidade. Compositores de todo o Brasil poderão se inscrever.

Após as eliminatórias, os melhores partem para defender suas composições em segunda fase, já no Tom Brasil, casa de shows na zona sul da cidade, com previsão de 2.000 espectadores. Os finalistas serão escolhidos por júri composto de um sorteado entre os estudantes do CEU, um entre professores, um entre pessoas da terceira idade da região e um entre músicos da região. Em cada júri também haverá dois compositores que não estejam participando do concurso.

A escolha em cada eliminatória deverá ser, obrigatoriamente, de dois estilos de samba diferentes. Podem concorrer todos os estilos: samba enredo, samba-canção, pagode, samba de partido alto, samba de gafieira etc.

Na segunda fase, serão cinco dias de seleção, com as apresentações (no Tom Brasil) dos candidatos selecionados e shows de grandes intérpretes, que homenagearão diariamente Zé Kéti, Dona Ivone Lara, Nelson Cavaquinho, Luiz Carlos da Vila, João Nogueira, Candeia, Jackson do Pandeiro e Cartola. Os melhores partem para a semifinal, que irá selecionar, em dois dias, os três favoritos pela escolha popular e os três favoritos pelo júri, culminando nos vencedores.

Importante: serão duas eleições paralelas, com votação popular e com escolha de um júri de renomados artistas. O primeiro colocado da eleição popular terá premiação de R$ 35 mil – mesma quantia que receberá o mais bem colocado na eleição do júri. Em seguida, os dois vice-campeões (popular e júri) receberão R$ 25 mil cada. Até o quinto colocado (popular e júri) haverá prêmios (confira abaixo). O melhor intérprete e o compositor revelação também serão premiados.

 “São Paulo Exposamba é uma mostra para o Brasil. Gente de todos os Estados pode participar. Vamos descobrir novos compositores, dar uma oportunidade a quem tem talento, a quem sabe produzir samba de qualidade”, afirma José Maria Monteiro, organizador e realizador do evento.

Raízes do Nosso Som

 As áreas periféricas da cidade de São Paulo receberão, além do samba, música instrumental de primeira qualidade. Mas a música irá cruzar fronteiras. Cidades do interior paulista também terão a oportunidade de ver, ouvir, viver e aprender música instrumental “que constitui a base do som mais brasileiro, vale dizer, o samba”, relata Monteiro.

Carlos Malta – instrumentos de sopro – e Marcos Suzano – percussionista – comandarão o Raízes do Nosso Som. Serão eventos de interação musical entre os artistas nacionais e internacionais e as comunidades.

 O Raízes do Nosso Som juntará instrumentistas dos Estados Unidos (Nova Orleans e Chicago), África, Cuba e Brasil, promovendo, em oito noites, jam sessions  inesquecíveis, tendo como base das intervenções musicais e das improvisações o samba. Em oito cidades, com auditórios de acústica apurada, sempre às 20h30.

Só Danço Samba

 Só Danço Samba é um projeto de divulgação da mais brasileira das danças, o samba, nas suas diferentes versões. A interação com o público propiciará a descoberta de talentos locais. Serão 30 eventos de dança nas periferias das cidades e 15 em shoppings do Estado.

“Comandado por Walleska Bártolo e seu partner Wellington Lopes, professores com larga experiência em aulas e cursos, o evento certamente descobrirá novos talentos. Teremos a chamada ‘Palestra-show’, na qual o dançarino ensina e interage com as pessoas”, frisa Monteiro.

Organização, patrocínio e apoio

A São Paulo Exposamba é coordenada e organizada pela Fábrica do Samba, com apoio do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura da Cidade de São Paulo e incentivo cultural do Ministério da Cultura do Governo Federal.

Premiação da Mostra

  Júri

(R$)

Votação Popular (R$)
35 mil 35 mil
25 mil 25 mil
20 mil 20 mil
15 mil 15 mil
10 mil 10 mil
Compositor revelação 7,5 mil 7,5 mil
Melhor intérprete 7,5 mil 7,5 mil