Campanha Todos por Joaquim – Cirurgia realizada nesta quinta-feira (30) foi bem sucedida

Quem acompanha o Palavra Livre sabe que estamos apoiando a campanha Todos por Joaquim, que consiste em buscar recursos financeiros para bancar uma cirurgia no crânio do bebê Joaquim, cinco meses de idade, do bairro Fátima em Joinville (SC). Ele conseguiu realizar a cirurgia – a craniossinostose – na manhã desta quinta-feira (30) no Hospital Santo Antônio na cidade de Blumenau. Após quase quatro horas de espera, os pais puderam ver o pequeno gigante Joaquim sair bem, e agora está em recuperação na UTI pediátrica, e deve ter alta no próximo sábado (1/8).

A corrida da campanha Todos por Joaquim foi noticiada no Palavra Livre no dia 15 de junho (clique aqui), e reforçada em duas novas matérias em 21/7 (clique aqui) e 22 de julho (clique aqui). Os pais tentariam a cirurgia, delicada, via SUS, mas com o crescimento da contaminação e internações em leitos comuns e UTIs, por causa do coronavírus, inclusive com falta de sedativos e outros medicamentos, a cirurgia não aconteceria no tempo necessário, ou seja, até o pequeno bebê completar seis meses. Joaquim já estava com a sua “moleira” praticamente fechada, o que impossibilitaria o desenvolvimento normal do cérebro, e consequentemente podendo causar sequelas neurológicas sérias. O valor da cirurgia estava previsto em cerca de R$ 15 mil, sem contar o que será gasto depois, na recuperação.

Foto do sorridente Joaquim ilustra a campanha por sua cirurgia

A partir daí os pais Gean e Luciane passaram a correr atrás dos recursos financeiros, e para isso contaram com a ajuda de muita gente. Iniciaram com uma ação entre amigos com brindes doados por apoiadores, no valor de R$ 5 cada bilhete. Logo em seguida criaram uma vaquinha virtual na plataforma Kickante (acesse a campanha aqui), onde qualquer pessoa pode fazer uma doação de qualquer valor, anonimamente inclusive se quiser, mas lá há uma dedução da taxa de serviços da plataforma em torno de 10% do valor arrecadado. Por fim, colocaram também a conta corrente bancária da mamãe Luciane para quem desejasse ajudar com mais rapidez, sem taxas, e com o dinheiro já disponível, porque na vaquinha virtual, após o encerramento, há um tempo de até 10 dias para que o saque seja feito.

Os pais Gean e Luciane com o pequeno no colo. Luta por um filho vale qualquer batalha

Com grande engajamento nas redes sociais, a campanha Todos por Joaquim arrancou bem e já arrecadou pouco mais de R$ 7 mil até o dia de hoje na vaquinha virtual, mas é preciso que a meta seja alcançada para que os pais tenham a tranquilidade de poder quitar a conta com o hospital, equipe médica, anestesista, medicamentos e outras contas. Eles conseguiram um empréstimo para dar a entrada, e deram cheque caução da outra parte que precisa ser quitada até o dia 20 de agosto. Por isso o Palavra Livre continua no apoio ao Joaquim e seus pais!

Contamos com vocês que leem esta matéria agora para continuarem a compartilhar com amigos e amigas, via redes sociais, emails, telefonemas, pedindo doações na vaquinha virtual cujo link está logo acima na matéria, ou então diretamente na conta corrente da mãe, que segue em imagem abaixo. Fica aqui o agradecimento especial do Palavra Livre a todos e todas que se dispuseram a ajudar com doações de brindes, leilões de produtos, depósitos, compartilhamentos nas redes sociais, todos foram de grande valor e deram a possibilidade do pequeno Joaquim ter a sua cirurgia, e com isso, ter um futuro normal.

Não vamos parar, continue a colaborar, divulgar, doar! Todos por Joaquim, obrigado!

** fotos divulgadas pela família, e autorizadas devidamente.

Apoie o Palavra Livre! Financiamento coletivo muda de plataforma para contribuição

Como já anunciamos aqui (saiba mais aqui), o Palavra Livre passa a uma nova fase para o seu crescimento após 12 anos de atividades no jornalismo independente feito de forma voluntária. Agora vamos em busca de robustez financeira para novos voos e alcance da informação isenta e de interesse público lançando a campanha Apoie o Palavra Livre – Jornalismo Independente, onde o apoiador vira assinante mensal, podendo contribuir com o valor que decidir e sem recompensas, como pode escolher as formas de apoio com recompensas pela força ao Blog.

A novidade é que decidimos mudar a plataforma de arrecadação e compartilhamento para dar oportunidades a quem não possui cartão de crédito para poder contribuir, usando para isso a forma do pagamento em boleto, o tradicional boleto, o que possibilita que pessoas com qualquer condição financeira possa apoiar o Palavra Livre se entender que nosso trabalho contribui para a sua informação, defesa e interesse público. Agora estamos no Catarse, que possibilita o pagamento da assinatura por boleto.

Essa é a informação que precisamos explicar a todos que nos acompanham, com a transparência necessária. Ainda não tínhamos começado para valer o compartilhamento da plataforma, e ainda dá tempo para que reiniciemos a Campanha Apoie o Palavra Livre em lugar que seja mais democrático e preparado para todos poderem tomar a decisão, valeu?

Contamos com todos que conhecem nosso trabalho no jornalismo há 12 anos, e do seu editor, o jornalista Salvador Neto, profissional com alta credibilidade e história no jornalismo independente. Contribua, compartilhe com seus amigos e amigas via listas do WhatsApp, Telegram, suas redes sociais no Facebook, Instagram e outras. Contribuir com um trabalho sério faz parte da cidadania e da defesa da democracia e sociedade. Vamos em frente, obrigado!!

Acesse a campanha clicando aqui!

Palavra Livre lança campanha de financiamento coletivo do Blog! Seja um assinante!

Há 12 anos o jornalista Salvador Neto mergulhou em um sonho: fazer jornalismo independente baseado em um blog com o seu nome. Logo em seguida pensou em um nome emblemático baseado no que ele acredita, a liberdade como base para uma sociedade saudável, feliz e desenvolvida. Assim o blog passou a se chamar Palavra Livre, como é até hoje.

Durante todo este tempo Salvador Neto editou o blog de forma totalmente voluntária. Bancou os custos, enfrentou obstáculos, mas sempre acreditou que o seu meio de comunicação seria de alguma forma relevante para a liberdade de imprensa, o jornalismo independente e liberto das amarras do poder econômico e político. Isso teve um custo. Algumas vezes ele teve que parar o conteúdo do Palavra Livre por entender que a ética é base do seu trabalho. Fez parte da sua história profissional que garantiu a ele a credibilidade como jornalista atuante e também quando trabalhava como assessor de imprensa, consultor ou cargos públicos.

Mudança cultural
Agora chegou o momento de, ao chegar à adolescência, o Blog Palavra Livre encarar a vida real e buscar se autofinanciar. Mas como fazer isso sem perder a sua essência? Salvador Neto pensou várias vezes como, até pequenos anúncios, mas nunca colocou energia nesta direção. Mas, como dizemos, chegou a hora de bancar os custos de apuração, produção, edição, distribuição, administrativos e jurídicos do fazer jornalismo profissional. Custa caro fazer jornalismo de qualidade e com interesse público, voltado a abrir espaços para as comunidades que não tem voz em veículos maiores de mídia, seja em qual plataforma for.

Então decidimos que o Palavra Livre investiria agora na mudança cultural de financiamento do jornalismo independente pela via do financiamento coletivo, olha só que legal! Veículos famosos como o The Intercept fazem a sua arrecadação para funcionar com aquela qualidade via financiamento coletivo recorrente, ou seja, com assinantes mensais. Salvador Neto ponderou, pensou, e decidiu que o Palavra Livre vai nessa, acreditando que a sociedade pode, e deve sim, bancar os veículos de mídia e comunicação em que acredita. Assim, fará parte da nova construção de comunicação social que não dependa mais somente dos grandes veículos que são bancados pelo sistema financeiro e grupos políticos. É uma utopia? É, mas como caminharíamos sem a utopia que nos faz mover os pés em direção ao sonho?

Por isso lançamos hoje a campanha de financiamento coletivo “Apoie o Palavra Livre”, o seu jornalismo independente. Utilizaremos para isso a plataforma Benfeitoria, uma das inúmeras plataformas que os projetos de todos os níveis utilizam para bancar seus projetos e ideias. Quem deseja ser assinante do Palavra Livre vai acessar a plataforma no endereço
https://benfeitoria.com/apoieopalavralivre e poderá ler a proposta, ver o vídeo que o jornalista Salvador Neto publicou explicando o porque da necessidade de assinantes para manter o projeto no ar, e escolher o valor que desejar contribuir para o Palavra Livre continuar a produzir matérias de interesse público.

Temos metas a atingir, e a cada meta há uma recompensa coletiva, singelas até mas importantes para manter acesa a chama do jornalismo independente e colaborativo entre sociedade e jornalistas. Topa fazer parte deste novo momento do Palavra Livre? Aceite o nosso convite, juntos podemos proteger o nosso direito a informação, denunciar desmandos e atos nocivos à sociedade, divulgar projetos e ações das comunidades que nunca tem espaço na mídia tradicional, espalhar cultura, arte, projetos sociais, e ver entrevistas especiais com gente que tem que prestar contas à sociedade, e também quem realmente tem algo a nos contar sobre a vida e as coisas que acontecem nas cidades.

Além de contribuir com o valor que você entender que cabe no seu bolso, você pode nos apoiar, e deve, compartilhando a campanha entre seus amigos nas redes sociais, listas de distribuição no WhatsApp, Telegram e outros, enfim, espalhar a ideia em que você, ao assinar, também acredita. Vamos lá? Seja um Palavra Livre, faça história conosco! Abaixo segue novamente o link de acesso ao financiamento coletivo, acesse agora e apoie o Palavra Livre, o seu canal de informação independente:

Apoie o Palavra Livre, para assinar clique aqui.

Campanha Todos por Joaquim comunica que cirurgia está marcada para dia 30 de julho

Acabamos de receber uma informação da família do pequeno Joaquim sobre a marcação da sua cirurgia craniana para manter sua “moleira” aberta para o pleno desenvolvimento do seu cérebro, evitando assim problemas em seu crescimento, questões neurológicas e outros. A cirurgia será realizada no próximo dia 30 de julho às 7 horas no Hospital Santo Antônio em Blumenau (SC). Mais do que nunca a família precisa da solidariedade das pessoas, o apoio financeiro em doações na vaquinha virtual, ou depósito em conta corrente da mãe do Joaquim.

O Palavra Livre apoia a campanha Todos por Joaquim (clique aqui, e aqui), e tem buscado mobilizar as pessoas para que ajudem a família a arrecadar o valor para a realização da cirurgia que gira em torno de R$ 13 a R$ 15 mil. Continua o apelo aqui para que todos possam contribuir um pouco e ajudar na cirurgia que vai dar a possibilidade de desenvolvimento pleno ao pequeno bebê. Segue a nota enviada pela família e que está nas redes sociais da campanha:

“Atenção gente, temos um comunicado importante!

Preocupado com as notícias de avanço da pandemia do coronavírus em SC, o médico do Joaquim decidiu antecipar a cirurgia do nosso bebê já para a próxima quinta-feira (30/7) para garantir que ela aconteça. Os pais concordaram, e correm agora para dar garantias – caução – para o hospital e equipe médica. A ansiedade aumentou, mas é uma decisão acertada.

Já há uma crescente preocupação com possível falta de medicamentos, sedativos, leitos de UTI e de enfermarias, por que nosso estado entrou em situação gravíssima do coronavírus. Isso pode afetar a realização da cirurgia para a data planejada, e a antecipação é medida correta para proteger o Joaquim.

Os pais estão muito ansiosos pela marcação da cirurgia, e muito emocionados pelo grande carinho e amor que chegam de vários cantos do país para o Joaquim. Eles agradecem imensamente a todos que já contribuíram com a ação entre amigos, na vaquinha virtual na Kicante, e depósitos feitos na conta da mãe diretamente.

Eles jamais imaginaram que conseguiriam tocar tantos corações com o seu bebê, e gratidão eterna é o que tem por todos que já ajudaram e ajudarão. Da nossa parte temos que ampliar a divulgação entre nossos amigos, familiares, para continuar a arrecadação que vai bem, mas não pode parar! Precisamos alcançar a meta para pagar os custos da cirurgia, e continuamos a contar com todos nesta caminhada solidária!

Muito obrigado! “