13a. Feira do Livro de Joinville (SC) abre oficialmente dia 1 de abril (sexta-feira)

PalavraLivre-livros-leitura-literatura-feira-do-livro-de-joinvilleEm sua décima terceira edição, a Feira do Livro de Joinville abre oficialmente no dia 1º de abril, às 19 horas. Com o slogan “A literatura pede passagem”, um dos mais importantes eventos do gênero no Brasil se consagra por promover o encontro de autores de várias regiões com o público e estimular a formação de leitores.

A programação oficial da 13ª Feira do Livro de Joinville está definida e oferece atrações para crianças, adolescentes e adultos. O roteiro de atividades que serão cumpridas de 1º a 10 de abril no complexo do Centreventos Cau Hansen (Teatro Juarez Machado e Centro de Exposições Edmundo Doubrawa) e pode ser conferido em www.feiradolivrojoinville.com.br. Informações pelo telefone (47) 3422-1133 e pelo e-mail feiradolivro@institutofeiradolivro.com.br.

No dia 1º de abril, o público poderá começar a visitar a feira às 9h, mas a abertura oficial do evento ocorrerá às 19h, com a visitação prosseguindo nos dias seguintes das 9h às 21h e nos sábados e domingos até 20h.

Além da visitação à feira onde serão comercializados livros de todos os gêneros literários, haverá palestras, mostra de autores catarinenses, lançamentos de livros e sessões de autógrafos, mostra comentada de filmes, sessões de teatro e de música, exposições e apresentações culturais etc. Integrado ao evento principal ocorrem o painel em torno do tema “A importância da Leitura na formação do operador do direito?, com a participação de representantes do Poder Judiciário, e um seminário para professores que debaterá o tema “Desenvolvendo o gosto pela leitura”.

Como ocorre todos os anos, o acesso à programação da Feira do Livro de Joinville é gratuito. Escolas, empresas e instituições interessadas em realizar visitas em grupos podem agendar pelo telefone (47) 3422-1133 ou pelo e-mail agendamento@institutofeiradolivro.com.br.

Na edição 2016, o evento homenageia o artista joinvilense Juarez Machado, que será homenageado no dia 5 de abril, às 19h. Juarez Machado lançará um livro inédito – “A saída” – e o relançamento de seu primeiro livro de imagens – “Domingo de manhã” – já esgotado. Segundo a escritora Maria Antonieta Cunha, curadora da Feira do Livro, a presença do artista representa uma homenagem ao talento de um joinvilense que consagra a arte brasileira no cenário internacional.

Outro aspecto desta edição é a presença de autores da região ao lado de nomes com atuação marcante na literatura brasileira, promovendo um encontro de experientes escritores em diferentes gêneros e permitindo ao público conhecer o melhor da literatura nacional.

Ao lado de Juarez Machado, estarão na programação da 13ª Feira do Livro de Joinville os escritores Léo Silva (RJ), Márcia Széliga (PR), Juliane Rodrigues (RJ), Masina Krás Borges (RS), Lira Vargas (RJ), João Batista Melo (MG), Eberson Teodoro (SC), Elizabeth Fontes (SC), Ana Janete Pedri (SC), Marlete Cardoso (SC), Nilza Helena Vilhena (SC), Odenilde Martins (SC), Bernadete Costa (SC), Humberto Soares (SC), Taiza Mara Rauen Moraes (SC), Fábio Henrique Nunes Medeiros (SC), Maurício Biscaia Veiga (SC), Rita de Cássia Alves (SC), Valério Mattos (SC), Vanessa Martinelli (SC), Lúcia Fidalgo (RJ), Maria Alexandre de Oliveira (SP), Jura Arruda (SC), Vanessa Bencz (SC), Janda Montenegro (RJ), Alcides Buss (SC), Guilherme Diefenthaeler (SC), Marinaldo de Silva e Silva (SC), Luís Pimentel (RJ), Eleonora de Medeiros (RS), Luciana Costa (RJ), Graciela Mayrink (RJ), Isabella Ingra (RJ), Cacá Melo (RJ), Celso Gutfreind (RS), Maria Eduarda Razzera (SC), Flávia Cunha (SE), Stella Cáceres (SE), Manoela Ramoniga Furtado (SC), Miriam Ramoniga (SC), Ana Rapha (PR), Borges de Garuva (SC), Urda Klueger (SC), Helenah (DF), Quésia Cunha (SC) e Valmir Capim Neitsch (SC), entre outros nomes.

Sueli Brandão, presidente do Instituto da Cultura e Educação e idealizadora da Feira do Livro de Joinville, comenta que a edição 2016 ocorre em um momento importante do Brasil, em que a Educação e o incentivo à leitura oportunizam a reflexão quanto ao futuro do país.

“Temos o privilégio de ter em Joinville um evento que desde a sua primeira edição buscou este diferencial de promover o encontro de autores com o público e de se notabilizar como agente de formação de leitores e de cidadãos críticos do seu papel na sociedade, ao mesmo tempo em que proporciona ao público a condição de ter acesso a boas obras a preços acessíveis. Um processo de educação só é bem-sucedido com a sinergia destes fatores”, afirma Sueli Brandão, destacando que embora o momento difícil da economia a Feira do Livro se mantém sintonizada com os mesmos propósitos que acompanham a trajetória de 13 anos consecutivos em que é realizada.

A Feira do Livro de Joinville é uma iniciativa do Instituto da Cultura e Educação com apoio da Prefeitura de Joinville e Fundação Cultural de Joinville.

Com informações do Instituto Cultura e Educação

Feira do Livro de Joinville (SC) encerra com mais de 80 mil visitantes e 100 mil livros vendidos

Com 80 mil visitantes e mais de 100 mil livros vendidos, Feira do Livro de Joinville quer dar um passo à frente em 2016.

A 13ª Feira do Livro de Joinville já tem data para acontecer: em 2016, o evento será entre os dias 1º e 10 de abril, novamente no Expocentro Edmundo Doubrawa. E, para repetir o sucesso desta edição, que, segundo a organização, reuniu um público de cerca de 80 mil pessoas, a equipe do Instituto Cultura e Educação deu início aos planejamentos da próxima Feira.

Para a idealizadora Sueli Brandão, é hora de dar um passo em frente. “Queremos trazer grandes nomes da literatura nacional e também da internacional, buscar outros convidados tão encantadores e populares quanto os que vieram esse ano”, comemora.

A intenção é reunir autores consagrados tanto no meio acadêmico quanto comercial – entre alguns nomes desejados pela organização estão os de Paula Pimenta e Thalita Rebouças, que participaram em edições anteriores da Feira com grande aceitação de público. Novamente, Maria Antonieta Antunes Cunha será a responsável pela curadoria.

O caráter educacional é outra preocupação do evento. “Nossa ideia é atrair autores infantis que tenham os livros adotados nas escolas, promover essa interação”, completa Sueli. O planejamento prevê ainda a inserção de outras manifestações artísticas na programação. “Sonhamos com um grande espetáculo musical”, adianta a idealizadora.

O evento também superou as expectativas dos expositores. O público levou mais de cem mil livros para casa, além ter experimentado uma programação recheada de contação de histórias, palestras e lançamentos de autores locais.

Somente no estande da Livraria Cosmos, de São Paulo, o expositor Daniel Alonso estima a venda de 50% do acervo, aproximadamente 20 mil títulos. O balanço é superior ao do ano passado.

Na World Livros, de São Paulo, o expositor estima um aumento de 10% nas vendas, em relação ao ano passado. “Participar da Feira do Livro de Joinville é bacana, uma honra. É uma feira que tem crescido, mostrado um potencial muito grande. As pessoas realmente gostam de ler, percebemos que os visitantes vêm atrás da leitura”, afirma o coordenador do estande, Márcio Russi. Dos 38 expositores no evento, cerca de 80% pretende voltar na próxima edição, em 2016.

Da Assessoria de Imprensa – Ronaldo Corrêa

Feira do Livro de Joinville (SC) chegando ao final, confira a programação até domingo (19/4)

A 12ª Feira do Livro de Joinville entra na reta final com fôlego e programação recheada para os últimos três dias do evento. Leo Cunha, Jaílson de Almeida, Thomaz Muylaert e Lauro Cesar Muniz são alguns dos nomes que ainda passam pelo Expocentro Edmundo Doubrawa, que terá ainda o lançamento de livros de autores locais e atividades culturais.

Nesta sexta-feira, Leo Cunha faz uma homenagem à escritora brasileira Sylvia Orthof, grande nome da literatura infantil brasileira e uma das referências na carreira do escritor. O encontro “Memórias Literárias” começa às 9h30, no auditório.

Na sequência, no palco principal, a atriz joinvilense Carol Spieker faz contação de histórias do projeto “Rios de Alegria”, às 10h30 – haverá uma segunda sessão no mesmo local, às 15h.

As sessões de autógrafos terão as participações de Salvador Neto (Joinville), às 14h, Jailson de Almeira (São Paulo), às 14h30, e Sônia Pillon (Jaraguá do Sul), às 18h.

A Feira ainda traz a Joinville o estudante de direito Thomaz Muylaert, que tirou a nota máxima na redação do ENEM em 2003 e lançou pela Editora Giostri o livro “Dias Para uma Boa Redação”. A palestra será às 16h. Na parte musical, Ananias de Almeida participa do sarau “Espaço Autoral” com um show de violão erudito às 17h.

Convidados especiais no fim de semana
Lembrado principalmente pelo trabalho em novelas como “Roda de Fogo”, “O Salvador da Patría” e “Zazá”, Lauro Cesar Muniz é destaque da programação de sábado. Com suas obras completas para teatro recentemente reunidas e lançadas pela Editora Giostri, Lauro faz duas palestras no palco da Feira de Joinville: às 16h debate “A Escrita da Novela”, e às 19h “A Escrita do Teatro”.

A agenda de sábado inicia com o projeto “Rios da Alegria”, de Carol Spieker, às 9h. Ainda no período da manhã, Keylla Alvez distribui autógrafos no seu livro “Diário de um Fã” às 10h, e Renata Schiavon e Denise Ávila fazem um bate-papo sobre literatura infantil às 11h.

As autoras joinvilenses Beth Fontes e Maria Lúcia Rodrigues participam do “Encontro com o Escritor” às 15h, enquanto Ayton Brandão lança “À Sombra do Cinamomo” às 18h, seguido por “Aquele que Morreu de Amor”, de Inês Pozzagnolo.

No domingo, para encerrar a 12ª Feira do Livro de Joinville, destaque para a leitura de poemas de três apenados do Presídio Regional de Joinville, às 14h, projeto idealizado pelo juiz João Marcos Buch, titular da Vara de Execuções Penais da cidade. Haverá ainda sessão de autógrafo de “Tempo de Fuga”, da escritora Edilene Borinelle, às 15h e a palestra “A Literatura Fantástica no Brasil”, de Marcelo Hipólito, às 16h.

Programação

SEXTA (17/4)

9h – Abertura

9h30 – Memórias Literárias “Eu e Sylvia Orthof” – Leo Cunha – Auditório

10h30 – Contação de histórias – “Projeto Rios da Alegria” – Carol Spieker – Palco Principal

14h – Sessão de autógrafos – Salvador Neto (Joinville)

14h30 – Encontro com o Escritor – Jailson de Almeida (SP) – Palco Principal

15h – Contação de histórias – “Projeto Rios da Alegria” – Carol Spieker – Auditório

16h – Palestra “Redação para o ENEM” – Thomaz Muylaert (SP)- Auditório

17h – Sarau “Espaço Autoral” AMUJ – “Ananias Almeida” – Palco Principal

18h – Lançamento “Encontro com a paz e outros contos budistas” – Sônia Pillon (Jaraguá do Sul) – Auditório

21h – Encerramento

SÁBADO (18/4)

9h – Abertura

9h – Contação de histórias “Projeto Rios da Alegria” – Carol Spieker – Auditório

10h – Sessão de autógrafos – “Diário de um fã” – Keylla Alvez (PR) Auditório

11h – Bate-papo sobre literatura infantil – Renata Schiavon e Denise Ávila,  mediação de Jailson de Almeida  – Palco Principal

11h  – Sessão de autógrafo – “Lar, doce barata” – Ana Peres Batista

15h – Encontro com o Escritor –  Beth Fontes (Joinville) e Maria Lúcia Rodrigues (Joinville), autoras do livro “Sobre os Jardins” – Auditório

16h – Palestra “A escrita da novela” – Lauro Cesar Muniz (SP) – Palco Principal

18h – Lançamento“À sombra do Cinamomo”- Ayrton Brandão-Guaramirim – Palco Principal

18h30 – Lançamento-“Aquele que morreu de amor”- Inês Pozzagnolo (Joinville) -Auditório

19h – Palestra “A escrita do Teatro”- Lauro Cesar Muniz (SP) – Palco Principal

20h – Sessão de Autógrafo -“Estradas Paralelas-Vidas Desencontradas” Vera Oliveira (Joinville)

21h – Encerramento

DOMINGO (19/4)

10h – Abertura

11h – Contação de histórias – “Projeto Rios da Alegria” – Carol Spieker – Auditório

14h – Leitura de Poemas – Apenados do Presídio Regional de Joinville – Palco Principal

15h – Sessão de autógrafos – “Tempo de fuga” – Edilene Borinelle (Joinville) – Auditório

16h – Palestra – “A Literatura Fantástica no Brasil” – Marcelo Hipólito (SP) – Auditório

17h – Sarau “Espaço Autoral” AMUJ – “Miopia” – Palco Principal

20h – Encerramento

Livro Saganossa – Outras Histórias será lançado hoje (15) na Feira do Livro de Joinville (SC)

Capa-Saganossa-Outras-Historias-mar2015Agora é fato consumado. Chega hoje às mãos dos leitores e leitoras a a segunda antologia produzida pela Associação Confraria das Letras com sede em Joinville (SC) mas com participação e ação em todo o país.

Com o título Saganossa – Outras Histórias, esta edição é totalmente custeada pelos associados de forma cooperativa, assim como já o foram a primeira (Saganossa, 2014) e as sete mini antologias Letras da Confraria. De forma transparente e com regulamento de participação definido por sua diretoria, a Associação escolheu 24 autores que enviaram poesias, contos e crônicas inéditas.

O Saganossa – Outras Histórias será lançado hoje, quarta-feira (15/4) na 12ª. Feira do Livro de Joinville  às 18h, no palco da feira. “Nós estamos focados em fazer a literatura forte, e não paramos um momento sequer. Já estamos preparando o III Encontro Catarinense de Escritores, novos lançamentos e muitas novidades”, avisa o presidente David Gonçalves, que deixa o posto agora em abril, quando a Associação Confraria das Letras realizará eleições para a nova diretoria. A entidade vai completar três anos de atividades.

Feira do Livro de Joinville (SC) é contemplada em edital nacional

A importância da Feira do Livro para a agenda cultural de Joinville já era reconhecida, mas a 12ª edição, simbolicamente, marca um importante capítulo do evento no calendário nacional.

Entre as dezenas de propostas apresentadas no Edital de Apoio ao Circuito Nacional de Feiras de Livros e Eventos Literários, lançado pela Fundação Biblioteca Nacional em 2014, a Feira do Livro de Joinville ficou em oitavo lugar e garantiu um repasse direto de aproximadamente R$ 150 mil.

Para a curadora Maria Antonieta Cunha, é um resultado que deve ser muito comemorado. Segundo ela, o edital, reformulado nessa última edição, é rigoroso em sua proposta: colaborar com eventos que tenham o incentivo à leitura como eixo fundamental.

“Ele é muito concorrido, mas estamos muito seguros em nossa proposta e por isso ficamos à frente de outras feiras e evento que até tem mais poder de fogo”, avalia.

O Edital de Apoio ao Circuito Nacional de Feiras de Livros e Eventos Literários integra o Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), do Ministério da Cultura. Entre os eixos apontados como primordiais para a participação no edital está o fomento da circulação, a distribuição e o consumo de livros e outros materiais de leitura nos municípios brasileiros, a contribuição com a sustentabilidade de pequenas e médias editoras e livrarias e o estímulo à formação do leitor e novas práticas de leitura.

A Feira do Livro de Joinville foi a única proposta catarinense aprovada pela Fundação Biblioteca Nacional. Segundo Maria Antonieta, mais de 400 projetos foram inscritos, com 60 habilitados para a segunda fase – destes, o evento joinvilense teve uma das dez melhores pontuações, nota suficiente para garantir o repasse. “Isso mostra que Joinville tem uma feira que verdadeiramente propõe a literatura e suas variadas formas.”

Para a curadora, os convidados são peças importantes no diferencial da Feira de Joinville. “Nossos palestrantes têm trabalhos reflexivos sobre o prazer da leitura, mas sabem falar com o público de maneira abrangente, não apenas com seus pares”, diz.

O resultado, conclui, é uma programação interessante a todos os tipos de público. “Nós temos uma característica difícil de achar: qualquer pessoa que venha a Feira de Joinville vai encontrar algo que goste.”

Sobre a Feira do Livro
A 12ª Feira do Livro de Joinville ocorre de 10 a 19 de abril no Centreventos Cau Hansen (Teatro Juarez Machado e Expocentro Edmundo Doubrawa).

A visitação à feira e participação em todas as atividades é gratuita, de segunda a sábado das 9 às 21 horas e nos domingos das 10 às 20h. Para os espetáculos e palestras há necessidade de retirada de ingressos na secretaria do evento.

Confira a programação completa em www.feiradolivrojoinville.com.br. Informações pelo telefone (47) 3422-1133 ou pelo e-mail agendamento@institutofeiradolivro.com.br.

A  Feira do Livro de Joinville é uma realização do Instituto da Cultura e Educação e Ministério da Cultura (Lei de Incentivo à Cultura), correalização Serviço Social do Comércio (SESC), patrocínio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultural (Simdec), Fundação Cultural de Joinville, Prefeitura de Joinville, e apoio Döhler, Tigre Tubos e Conexões, Instituto Carlos Roberto Hansen, B&L (Buschele & Lepper) Ciser Parafusos, Selbetti, Sicred, Honda Gabivel, Grupo RBS e Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho.

Feira do Livro de Joinville alcança 150 mil visitantes e se consolida como mais importante projeto do segmento em SC

Salvador Neto Feira do Livro-17Em sua décima edição, a Feira do Livro está consolidada como o mais importante setor do segmento em Santa Catarina. A avaliação é de Sueli Brandão, criadora do evento e desde então sua organizadora, ao comentar os resultados alcançados e projetar a próxima edição.

Segundo a presidente do Instituto de Cultura, Educação, Esporte e Turismo, o objetivo alcançou todos os objetivos. O saldo final superou as metas que haviam sido definidas pela organização. Durante os dez dias de evento, a visitação alcançou num público de 150 mil visitantes e comercializou cerca de 160 mil unidades.

“Mais do que um espaço de comercialização de livros, estamos felizes porque a feira se consagra a cada ano no seu papel de aproximar leitores e escritores para a construção da cidadania. Este tem sido nosso propósito desde o início, associando ao ato da leitura em si a perspectiva de estimular o pensamento crítico, considerando que cidadãos melhor preparados culturalmente e politicamente maduros podem compreender o mundo e promover as transformações sociais necessárias ao seu desenvolvimento”, afirma orgulhosa, Sueli.

Os títulos mais procurados abordam temas das áreas técnicas (em 20012 os preferidos eram os de auto-ajuda) e entre os mais vendidos estão os livros voltados ao público infantil e infanto-juvenil. As vendas registraram crescimento médio de 50% em relação à nona edição. Além dos escritores do circuito nacional e internacional, convidados para palestras e lançamentos de livros, a feira oportunizou a escritores locais e regionais encontros com o público por meio do espaço “Fala do Escritor” organizado pela Confraria de Escritores, e o lançamento de mais de 20 títulos, com destaque para os autores de Joinville.

“Estamos em festa com esta edição, que foi um momento de celebração, mas já estamos pensando na edição 2014, que trará novidades como a maior tematização de títulos e destaque para a Copa do Mundo que será realizada no Brasil. O público irá se surpreender”, completa Sueli Brandão, prometendo dar mais detalhes nos próximos meses.

Rádio Joinville Cultural FM vai debater literatura e educação ao vivo na Feira do Livro

feiraA Rádio Joinville Cultural FM estará acompanhando passo-a-passo os principais momentos da 10ª Feira do Livro. O evento começa nesta quarta-feira (3/4) e termina no dia 14 de abril, no Expocentro Edmundo Doubrawa, anexo ao Centreventos Cau Hansen, em Joinville.

Durante a segunda edição do jornal “Repórter Joinville”, das 12 às 13 horas, será realizada uma série de entrevistas ao vivo com escritores e leitores a respeito dos livros que serão lançados e sobre leitura e literatura.  Além disso, debates e mesa-redonda com estudantes, escritores e amantes das letras serão promovidos pela rádio para discutir a educação escolar e a importância do livro para o desenvolvimento da sociedade.

“Quem gosta de leitura e educação deve ficar ligado, pois traremos convidados especiais da feira do livro e faremos alguns boletins ao vivo”, explicou o gerente de jornalismo da rádio Joinville Cultural FM, Jeferson Corrêa.

Acompanhar eventos culturais e educativos já é uma constante na rotina desta rádio educativa. Foi assim durante o Carnaval, no Dia Mundial do Rádio e mais recentemente na Semana de Aniversário de Joinville. Você pode acompanhar todo este conteúdo pelo site: radio.joinville.sc.gov.br  que vai trazer os áudios das principais entrevistas;  fotos pelo Facebook: facebook.com/joinvillefm; outras informações pelo twitter @joinvillefm e também pelo Youtube no canal da rádio: entrevistas105.

Feira do Livro de Joinville homenageia Carlos Adauto Vieira

carlosadautoAdvogado e escritor, Carlos Adauto Vieira é homenageado como patrono da décima edição da Feira do Livro de Joinville. O evento começa nesta quarta-feira, dia 3, com a abertura para visitação as 17 horas e solenidade oficial as 19h com a palestra “O valor da cultura na formação do homem”, com a participação do jurista e escritor Péricles Prade, presidente da Academia Catarinense de Letras.

O evento ocorre até o dia 14 de abril no Complexo do Centreventos Cau Hansen, formado pelo Centro de Convenções Alfredo Salfer, Teatro Juarez Machado e Expo Centro Edmundo Doubrawa, somando cerca de 6 mil metros quadrados de área utilizada pela feira.A homenagem a Carlos Adauto ocorre na abertura oficial. Advogado com atuação há mais de 50 anos, Carlos Adauto Vieira tem atuação marcante na literatura, autor de 4 livros e ativo participante do movimento cultural de Joinville e de Santa Catarina. Escreveu “Aos domingos crônicas”, “Europa sem programa”, “Histórias curtas” e “Saborosas histórias curtas”. Como autor, utilizou o pseudônimo Charles d’ Olengèr, criado para conviver com o período de ditadura militar na década dos anos 60 quando já escrevia no jornal A Notícia, de Joinville.

A agenda diária da Feira do Livro de Joinville ocorre das 9 às 21 horas, reunindo atividades como palestras, lançamento de livros e sessões de autógrafos, apresentações artísticas de dança, música, teatro, cinema, exposições de artes visuais, projetos educativos voltados à leitura, contação de histórias, entre outras atrações, com entrada gratuita.

Ao lado de escritores locais e do Estado, participam da programação nomes como Ignácio de Loyola Brandão, Affonso Romano de Sant’Anna, Marina Colasanti, Péricles Prade, Maria Antonieta Antunes Cunha, Daniel HDR, Flávio Marinho, Mário Viana, Mônica Buonfiglio, Alex Giostri, Thalita Rebouças, Roseana Murray, Léo Cunha, Dalmy Gama e dois convidados internacionais, o argentino Martin Kohan e o uruguaio Carlos Liscano, entre outros.

A Feira do Livro de Joinville é uma realização do Instituto da Cultura, Educação, Esporte e Turismo, com apoio do SESC, Prefeitura Municipal, Fundação Turística, Secretaria de Educação e Fundação Cultural. Informações pelos telefones (47) 3422-1133 e 9972-2204 – a programação completa pode ser conferida em www.feiradolivrojoinville.com.br.

10a. Feira do Livro de Joinville (SC) abre espaço para a produção cultural

Boa notícia para escritores, artistas e produtores culturais interessados em participar da 10ª Feira do Livro de Joinville. A organização do evento, que ocorre de 3 a 14 de abril no complexo do Centreventos Cau Hansen, está recebendo propostas para lançamento de livros, de performances e atividades em geral que possam agregar à programação nos espaços previstos para a feira.

Conforme Sueli Brandão, do Instituto Joinville de Cultura e Educação, a ideia é dar oportunidade para os criativos da região em todas as manifestações e gêneros, contribuindo desta forma para o brilhantismo do evento. Propostas devem ser enviadas para o e-mail feiradolivro@institutofeiradolivro.com.br até o dia 1º de março, para serem avaliadas e, se identificando com o perfil do evento, incluídas na programação geral conforme disponibilidade de data, horário e espaço.

A organização informa que não haverá pagamento de cachê ou qualquer ajuda de custo para os interessados. Informações pelos telefones (47) 3422-1133 e 9972-2204, com a presidente do Instituto e idealizadora da Feira do Livro Sueli Brandão. A Feira do Livro de Joinville é uma realização do Instituto da Cultura, Educação, Esporte e Turismo, com apoio do SESC, Prefeitura Municipal, Fundação Turística, Secretaria de Educação, Fundação Cultural, Associação Nacional de Livrarias, AN Escola, Univille e Proler.

Feira do Livro de Joinville tem projeto aprovado no Pronac

O Instituto da Cultura e Educação, responsável pela organização da Feira do Livro de Joinville, deu largada à captação de recursos para a realização da décima edição do evento, que ocorrerá de 5 a 14 de abril de 2013. Com a aprovação do projeto no Pronac – Programa Nacional de Apoio à Cultura, empresas interessadas em utilizar os benefícios da Lei Rouanet já podem se integrar ao maior evento literário de Santa Catarina como patrocinadoras. Informações pelos telefones (47) 3422-1133 e 9972-2204 com a presidente do Instituto e idealizadora da Feira do Livro Sueli Brandão.

Conforme Sueli, a edição comemorativa ao décimo aniversário do evento está  sendo preparada para ser um marco desta história de sucesso. Com a confirmação, nesta semana, do nome da escritora carioca Eliana Yunes, a organização vai ampliando a grade de convidados, da qual já faz parte outros autores nacionais como Marina Colasanti, Ignácio Loyola de Brandão, Roseana Murray, Leo Cunha, Domingos Pelegrini, Maria Antonieta Cunha, André Vianco, Thalita Rebouças, Monica Buonfiglio, Liliane Prata, Chris Guerra e o desenhista de quadrinhos Daniel HDR. Dois escritores internacionais – Martin Koan (Argentina) e Carlos Liscano (Uruguai) – também estarão em Joinville. Também foram convidados e aguarda-se confirmação de Mia Couto e Sonia Bridi.

Ao lado da participação dos autores convidados e muitas outras atrações para o público, o Congresso para Professores faz parte da programação, discutindo o tema “Práticas leitoras – Ler é conquistar a liberdade”. O congresso é coordenado pelo Núcleo de Escolas de Educação Profissional da ACIJ – Associação Empresarial de Joinville, e pretende reunir 450 profissionais ligados à área educacional num roteiro de palestras, oficinas e encontros com escritores que estarão na Feira do Livro.

“Estamos preparando um grande evento e contamos com a sensibilidade das empresas e de pessoas que entendem que a cultura e a educação serão sempre o caminho mais fácil para uma sociedade cada vez melhor”, afirma Sueli Brandão. A Feira do Livro de Joinville é uma realização do Instituto da Cultura, Educação, Esporte e Turismo, com apoio do Núcleo de Escolas de Educação Profissional da ACIJ, SESC Joinville, Fundação Turística, Secretaria de Educação, Fundação Cultural de Joinville e Prefeitura, com apoio da Associação Nacional de Livrarias, AN Escola, Univille e Proler.