Imposto de Renda: descoberta fraude de R$ 3 milhões

No dia em que se encerra o prazo para a apresentação do Imposto de Renda, a Receita Federal pegou mais um grande grupo de fraudadores, agora no Maranhão. Escritórios de Contabilidade e Prefeituras estão envolvidas. É, acabou a moleza com a nova Polícia Federal…

Leia a matéria de autoria do repórter da Agência Brasil, Daniel Lima:

Brasília – A Receita Federal e a Polícia Federal deflagaram hoje (30), no Maranhão, a Operação Bolsa-Receita contra um esquema fraudulento de envio de declarações de Imposto de Renda falsas pela internet com o objetivo de receber restituições indevidas. Os investigados são escritórios de contabilidade e prefeituras maranhenses. As fraudes ultrapassariam R$ 3 milhões, com R$ 1 milhão indo diretamente para os fraudadores.

Segundo a Receita Federal em Brasília, estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão contra contadores e mandados de busca e apreensão em sete localidades, incluindo as prefeituras de Parnarama, São Vicente Férrer e Satubinha. A operação também atinge escritórios e residências de contadores em São Luís, capital do estado.

Durante as investigações, foram descobertas 550 declarações falsas de Imposto de Renda de pessoas físicas que informavam rendimentos recebidos das prefeituras dessas cidades, com restituição média de R$ 6 mil. Os declarantes, no entanto, não aparentavam condições para os rendimentos declarados, havendo entre eles inclusive participantes do programa Bolsa Família.”

Haddad ratifica universidade federal

ministro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acompanhei na sexta-feira, 25 de abril, toda a agenda do ministro da Educação, Fernando Haddad em Joinville (SC). Desde a chegada ao aeroporto com quase duas horas de atraso, até a sua partida para Brasília por volta das 17:30 horas. A imprensa não acompanhou a espera no aeroporto, apenas este jornalista e o também jornalista e colunista/blogueiro Jefferson Saavedra de A Notícia. Esta imagem mostra o quanto foi eclética a mesa formada para saborear não só a comida, mas também a confirmação da construção da universidade federal na maior cidade de Santa Catarina.

Presentes o governador Luiz Henrique (PMDB), a senadora Ideli Salvatti (PT), deputado federal Carlito Merss (PT), secretário da Educação Paulo Bauer (PSDB), prefeito de Joinville Marco Tebaldi (PSDB), vereador Marquinhos Fernandes (PT), vereador Fabio Dalonso (PSDB), atual reitor da Univille Paulo Ivo e a ex-reitora Mariléia Gastaldi, empresário Udo Dohler, todos ao redor do Ministro. As conversas giraram em torno da decisão da Justiça Federal em suspender o pagamento do terreno adquirido pela Prefeitura e Governo do Estado para averiguação dos valores, supostamente superfaturados, segundo denúncias do MPF.

Após esse almoço fraterno, o que se viu na Câmara de Vereadores foi um ato político com discursos efusivos da senadora Ideli sobre o grande papel do presidente Lula para que o sonho saísse do papel, não faltando as alfinetadas ao ex-senador Jorge Bornhausen por falta de ação quando foi Ministro da Educação no regime militar. Elogios de lá para cá, de cá para lá entre o Prefeito Tebaldi, Fernando Haddad, reitor da Ufsc Lúcio Botelho, deputado Carlito, enfim, um ato político do mais alto nível, que finalizou com a colocação de documentos históricos em uma urna que será colocada no lançamento da pedra fundamental do novo campus.

Ministro confirma presença em Joinville

haddad

Está confirmado: o ministro da Educação Fernando Haddad estará em Joinville amanhã (sexta-feira, 25) para lançar a pedra fundamental do campus da Universidade Federal de Joinville e entregar a obra do Pólo da Ufsc. Haddad estará na Câmara de Vereadores a partir das 13:30 horas para um ato solene com a presença do atual reitor da Ufsc, Lúcio Botelho, senadora Ideli Salvatti, deputado Carlito Merss, vereador Marquinhos Fernandes, Udo Dohler da Acij e muitas outras autoridades.

Será o marco de um momento histórico para a maior cidade do estado, que sonhava com esses investimentos há mais de 30 anos. Além dos quase R$ 10 milhões para a compra do terreno de 1,2 milhão de metros quadrados, serão investidos ainda mais R$ 13 milhões inicialmente, vindos do Governo Federal.

Outra confirmação: o primeiro vestibular do novo campus em Joinville sai mesmo no segundo semestre de 2009, mesmo que a obra ainda não esteja concluída. Segundo o futuro reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Alvaro Prata, o compromisso será mantido nem que seja “em imóveis alugados”. Está aí, para quem não acreditava, o Governo Lula traz para Joinville o que inúmeros governos não trouxeram ou não quiseram trazer: educação pública, gratuita e de qualidade.

Haddad e Dilma em Joinville

Dois dos mais poderosos ministros do Governo Lula, Fernando Haddad (Educação) e Dilma Roussef (Casa Civil), aterrisam em Joinville (SC) nos próximos dias. Fernando Haddad deve estar na cidade nesta sexta-feira (25/4) para inaugurar o Pólo da Ufsc, o novo prédio do Cedup e lançar a pedra fundamental da Universidade Federal, entre outras atividades. Já a ministra Dilma Roussef, deve estar na maior cidade do estado na primeira semana de maio, talvez até o dia 5. A programação de Dilma ainda não está definida, mas deve ser motivada em relação às obras federais que contam com muita grana do PAC. Afinal, ela é a mãe do PAC, segundo fala o presidente Lula.

Como não temos confirmada a agenda de Dilma Roussef, nos convém falar da presença de Fernando Haddad, que vem marcar a presença do governo federal em obras fundamentais e históricas para a cidade. Afinal, a vinda da Ufsc é um marco histórico para o desenvolvimento de Joinville com base na educação superior, pública, gratuita e de qualidade. Não é novidade os inúmeros investimentos privados no setor, mas a presença forte de uma universidade federal reconhecida pela produção científica em todas as áreas abre novas perspectivas.

Junto com o Centro Federal de Educação Tecnológica – Cefet, escola técnica federal que logo deve oferecer cursos superiores (virou Instituto Federal de Educação Superior), e aliado ao Pólo da mesma Ufsc, que vai capacitar os professores da rede pública, o Governo Lula quita uma dívida histórica de outros governos que administraram o país e que esqueceram de Joinville e região, notadamente na área da educação e saneamento básico. Por isso a vinda de Haddad é emblemática e positiva no sentido de motivar a comunidade. E lógico, também é providencial para o PT e seu pré-candidato a Prefeito, deputado federal Carlito Merss.

Longe de questões partidárias e políticas, é preciso saudar esses investimentos e aproveitar a presença dos ministros para pedir mais obras federais, e agradecer o que já está sendo e será realizado.