Pessoas com deficiência e mercado de trabalho – Participação do leitor

O amigo Mario Cézar e sua esposa Célia são grandes lutadores pela causa das pessoas com deficiência. Há tempos postei uma nota sobre a dificuldade da empregabilidade dessas pessoas no mercado de trabalho. Agora, meses depois, ele visita o blog e me reenvia sua participação que publico abaixo para reflexão de todos nós.

“Gostei muito de você ter abordado este tema. Gostaria que houvesse um aprofundamento da discussão, mas explorando as dificuldades (alegadas) das empresas no cumprimento das referidas “cotas” (êta termo segregativo), a que se refere a lei 8213. Que tal viajar um pouco pelas realidades sociais, culturais, dos paradigmas, da visão mercantilista, da responsabilidade social, etc.

Com certeza é um debate profícuo, com muitas vertentes. Não falo simplesmente em defesa da “pessoa com deficiência”, mas na defesa de uma sociedade responsável e evoluída, que possa perceber que construir o mundo usando a “pessoa com deficiência” como parâmetro de dificuldade para alcançar a plenitude da cidadania, é um benefício que alcança a todos, chegando até o idoso, que, afinal, queremos chegar a ser.

Abraços,
Mário Cezar”

Piso Salarial de Santa Catarina avança na Assembléia

A implantação do Piso Salarial no Estado de Santa Catarina, luta dos movimentos sindicais, avançou mais uma etapa na tarde de ontem, quarta-feira (2/9), quando a Comissão de Economia da Assembléia Legislativa aprovou por 5 votos a 2, o Projeto de Lei que institui o piso salarial para SC. O projeto sofreu algumas emendas, e por isso, deverá ser aprovado novamente na Comissão de Constituição e Justiça. Após esta tramitação, o debate passa por outra comissão, a do Trabalho. Se aprovada, seguirá para votação em Plenário.

O debate nas duas comissões retornará na próxima semana (terça, 8 – 9 horas). Segundo informações dos movimentos sindicais e parlamentares, a votação do Projeto deve acontecer já na quarta-feira (9) a partir das 14 horas. Os sindicalistas estão organizando caravanas para acompanhar essa importante votação que vai ampliar a distribuição de renda em Santa Catarina, já que eleva o salário mínimo pago em todas as áreas.

Alguns ajustes foram feitos com emendas a valores de alguns setores, mas nada que impeça a aprovação até o momento. O Estado era o único do sul do país que não havia instituído um Piso Salarial. Após grande pressão dos movimentos sindicais, o Governo do Estado enviou o projeto ao Legislativo. Um avanço para os trabalhadores catarinenses.

Divórcio pela internet

divorcio_dentro_pr.jpgUm dos processos mais exasperantes para quem deseja terminar uma relação, o processo do divórcio deve ganhar mais rapidez. Pelo menos é o que desejam os senadores brasileiros que aprovaram o uso da internet para acelerar a separação. Ainda haverá muita discussão no Congresso Nacional até a sua aplicação real, mas não deixa de ser uma novidade. A notícia está na Agência Brasil e reproduzo na íntegra:

“Os processos de separação judicial e divórcios consensuais poderão em breve ser agilizados na Justiça. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou há pouco em caráter terminativo projeto que autoriza o uso da internet para acelerar a separação entre casais.

A senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), relatora da matéria, destacou que a proposta possibilitará aos cônjuges dar entrada nesses processos sem precisar se deslocar a um fórum ou cartório. O projeto de lei também normatiza a partilha dos bens comuns, a concessão da pensão alimentícia e a regularização dos nomes dos cônjuges. Para entrar em vigor, a matéria depende de aprovação na Câmara e sanção do presidente da República.”