Defesa Civil de SC tem nova assessora de imprensa

A competente jornalista Fabiane Pickusch Costa é a nova assessora de comunicação da Defesa Civil de Santa Catarina. Ela assume hoje o cargo, que é desafiador diante das constantes tragédias ambientais que o estado já viveu e vive. Fabi era assessora da Associação Comercial e Industrial de São Bento do Sul, onde deixou um grande trabalho que deu visibilidade às ações daquela entidade, entre outros projetos que tocava no planalto norte catarinense.

Estudamos juntos a faculdade de jornalismo, fizemos parte da comissão de formatura, trocamos figurinhas por diversas vezes via msn e emails. Fabi é uma lutadora, tem objetivos claros e está focada em fazer o melhor em sua profissão. Esse é o caminho para vencer. Parabéns Fabi, conte conosco nesse novo desafio.

O mercado de capitais e suas diferentes escolas

O mundo do mercado de capitais
O mundo do mercado de capitais

Da agente de investimentos Janayna da Costa que atua em São Paulo no mercado de capitais, recebo artigo sobre o assunto e publico abaixo. Para quem deseja investir em ações, um bom começo é ler sobre o tema antes de colocar seus reais no jogo. Obrigado Janayna, sobrinha deste blogueiro e recém-formada em administração pela Sociesc com louvor. 

Quando uma pessoa resolve investir em ações, visando garantir o crescimento do seu capital, ela procura informações sobre qual ação é melhor, ou qual é o momento ideal para se comprar ou vender determinado ativo, é nesta hora em que ela se depara com dois diferentes tipos de análises, a Análise Técnica e a Análise Fundamentalista. Os investidores experientes seguem uma dessas duas escolas no Mercado de Capitais, às vezes até misturam as duas na busca de maximizar seus resultados. Mas o que é, e como funciona cada uma delas? É sobre isso que explanaremos no decorrer deste artigo.

Conforme comentado nos textos anteriores, você é a melhor pessoa para cuidar do seu dinheiro, e por este motivo, é preciso buscar informações, ler livros sobre economia e sobre mercado de capitais, estudar, e freqüentar cursos e palestras com o propósito de obter resultados positivos em seus investimentos. As Análises estudadas a seguir apresentam diferentes particularidades, e a Escola Fundamentalista é um pouco mais difícil do que a Escola Técnica no momento de avaliar os ativos.

A Análise Fundamentalista se baseia nas informações financeiras, econômicas e mercadológicas das empresas, analisando possíveis impactos que possam afetar os resultados das companhias. Os investidores dessa Escola avaliam os relatórios das empresas e dos concorrentes levando em conta índices de endividamento, retorno sobre o patrimônio líquido, investimentos e o crescimento dos lucros auferidos no período. Esse tipo de análise é o preferido pelos profissionais analistas de mercado. A Escola Fundamentalista busca determinar o preço justo de uma ação, avaliando a expectativa dos resultados futuros das empresas. Este tipo de análise exige muito mais do investidor, o qual deve entender de análise financeira de balanços, controle gerencial e economia como um todo, diferentemente da Análise Técnica.

A Análise Técnica ou Gráfica é o estudo dos gráficos dos ativos negociados na bolsa, buscando identificar pontos de compra ou de venda destes ativos. Também se pode dizer que é o estudo analítico da manifestação exposta da soma do medo, da ganância e da expectativa das pessoas nos gráficos. É por este motivo que, ao entender como as ferramentas disponibilizadas pela Análise Técnica funcionam, as decisões acerca de quando comprar ou vender se tornam mais fáceis e automáticas.

Essa análise teve origem no Japão, no século XVIII, quando um negociante de arroz de Sakata conseguiu identificar certos padrões de comportamento ao observar as cotações de abertura e fechamento, máximas e mínimas ao longo do tempo. Pela facilidade de compreensão e acesso, a Análise Técnica, é a corrente mais difundida entre os investidores não profissionais. Podemos encontrar várias literaturas sobre o tema, dentre elas, os mais conhecidos no país são os livros do Márcio Noronha que podem ser encontrados no site do autor www.timing.com.br, e os livros do Alexandre Wolwacz e Leandro Ruschel que podem ser encontrado no site dos mesmos www.leandrostormer.com.br, além dos cursos que ambos oferecem.

Os investidores seguem uma dessas correntes na hora de investir e pode-se dizer que a maioria que segue a Escola Fundamentalista não gosta da Escola Técnica ou vice e versa, entretanto, existem aqueles que utilizam a Análise Técnica na hora de comprar ou vender, mas também analisam os fundamentos da empresa que estão comprando, principalmente quando o investimento é para longo prazo.

Na próxima semana saberemos o que é risco e o que é arriscado, e os princípios para se investir nesse mercado. Tenha sempre em mente…, a melhor pessoa para cuidar do seu dinheiro É VOCÊ MESMO! Uma ótima semana a todos e até a próxima!”

Artigo assinado por Janayna da Costa – Agente Autônomo de Investimentos – janayna.eloterio@gmail.com

História de Joinville à “céu aberto”

Impressionante o que aconteceu com a cobertura de parte da Estação da Memória, como é chamada hoje o complexo da Estação Ferroviária, cartão postal de Joinville (SC). Os Museus da Indústria e da Bicicleta estão interditados porque não se sabe ainda ao certo o motivo da queda de todo o telhado. Uma obra de apenas dois anos e já nesta situação demonstra a quantas anda a fiscalização de obras da Prefeitura de Joinville. Isso é caso de abertura de sindicância, investigação e tudo o mais. E mais: o Prefeito Carlito Merss deve colocar suas mãos nessa área, a fiscalização das obras, sejam elas executadas por equipe própria ou por empreiteiras.

Conheço bem a Estação porque nasci, vivi e ainda vivo no bairro Floresta, vizinho ao local onde ocorreu o destelhamento. Quando criança ainda lembro dos trens de carga e de passageiros. Passava por baixo e entre os vagões para poder chegar à escola à tempo. E mais recentemente criei laços de amizade com o Valter Bustos, coordenador do Museu da Bicicleta, o qual já apoiei em algumas das suas lutas. Entre elas, a recuperação desse mesmo espaço que agora está à céu aberto. Há anos Valter vinha cobrando a solução para o local. E agora até ele ficou sem ter onde expor o acervo histórico e maravilhoso da bicicleta. Espero que ele tenha logo o seu novo espaço, e que se dêem respostas a esse absurdo que graças a Deus, não deixou feridos.

Mulheres trabalham mais que homens na jornada semanal

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgou estudo mostrando que as mulheres têm uma jornada total de 55,7 horas por semana, contando com 34,8 horas semanais de trabalho e mais 20,9 horas de atividades domésticas. Já os homens têm uma jornada total de 51,9 horas semanais, sendo 42,7 horas de jornada de trabalho e 9,2 horas semanais de atividades domésticas.

“Culturalmente, se atribui à mulher o cuidado quase que exclusivo com a casa e a família. Aqui, se tem uma coisa complexa que passa pela redefinição das relações entre homens e mulheres, uma parceria muito mais equilibrada entre os sexos no âmbito das famílias”, avaliou a diretora do escritório da OIT em Brasília, Lais Abramo.

A pesquisa revela também que parte significativa das mulheres trabalham como empregadas domésticas, a maioria delas negras. Dos 42,5 milhões de mulheres que fazem parte da população economicamente ativa, 6,2 milhões são negras, o que representa 15,8% do total. Segundo o estudo, cerca de 20% das mulheres negras ocupadas trabalham como empregadas domésticas e só 24% delas têm Carteira assinada.

Para a diretora da OIT, a desvalorização do trabalho doméstico está ligada a uma desvalorização das funções de cuidado na sociedade, no qual o trabalho doméstico se insere, e esse tipo de trabalho exige qualificação.

São Paulo – Uma pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), também divulgada na quinta, aponta que a participação das mulheres no mercado de trabalho na Região Metropolitana de São Paulo diminuiu em 2009, na comparação ao ano anterior. Os dados mostram que 55,9% delas estão inseridas no mercado de trabalho, enquanto em 2008 foi registrado 56,4% de participação.

Segundo a pesquisa, a redução ocorreu principalmente entre os grupos economicamente vulneráveis, como o de mulheres jovens, as que ocupam a posição de filha no domicílio em que residem, aquelas menos escolarizadas e as negras. No entanto, a taxa de desemprego total das mulheres diminuiu pelo sexto ano consecutivo: caiu de 16,5% em 2008 para 16,2% em 2009.

Dos Metalúrgicos do ABC

Número de dentistas no SUS cresce 49% em sete anos

saude-bucalBoa notícia que lí na Agência Brasil e compartilho com os leitores. A saúde bucal é fundamental para a saúde de todo o corpo. Ao ampliar o número de profissionais, aumenta o alcance da prevenção e promoção da recuperação da boca dos brasileiros… Leiam:

A quantidade de dentistas vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS) cresceu 49% entre 2002 e 2009. Nesse período, o número de profissionais passou de 40.205 para 59.958, mais de 19 mil contratações. Os dados foram divulgados esta semana pelo Ministério da Saúde e fazem parte de uma pesquisa realizada durante o ano de 2009.

Segundo o coordenador nacional de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Gilberto Pucca, a expansão dos serviços públicos na área de odontologia é consequência do investimento no Programa Brasil Sorridente.

O coordenador afirma que essa é a primeira vez que o país tem uma política pública de saúde bucal. “O Brasil tem uma história de quase total abandono [com a saúde bucal], só quem tinha dinheiro fazia tratamento odontológico.”

A dona de casa Marinalva Salviano, moradora do Riacho Fundo, uma das cidades satélites do Distrito Federal, diz estar muito feliz com o tratamento que está fazendo na Diretoria de Saúde do Trabalhador (Disat), um dos seis Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) implantados pelo ministério na região.

“Não teria condições de pagar esse tratamento se ele fosse particular. Estou gostando muito do atendimento e já me sinto bem melhor, estou muito satisfeita”, diz Marinalva.

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil Sorridente recebeu, entre 2003 e 2006, investimentos de mais de R$ 1,2 bilhão. Entre 2007 e 2010, o montante investido alcançará cerca de R$ 2,7 bilhões.

Com o crescente investimento, o número de Equipes de Saúde Bucal passou de 4.261 para 18.982, atendendo a 84,8% das cidades brasileiras. As equipes são responsáveis pelo primeiro atendimento e procedimentos simples, como extração dentária, restauração, pequenas cirurgias e aplicação de flúor.

O número de Centros de Especialidades Odontológicas também cresceu, passando de 100 para 808 entre 2004 e 2009. Os CEOs atendem pacientes com necessidades especiais e fazem tratamento de canal e de gengiva, diagnóstico de câncer bucal e colocação de prótese dentária.

Mesmo com o aumento de profissionais, a espera para receber atendimento ainda é grande. Marinalva, por exemplo, demorou três anos para conseguir iniciar seu tratamento. “Só é difícil chegar aqui. Fiz a inscrição no posto de saúde há três anos e só agora consegui”, explica.

De acordo com o ministério, o programa Brasil Sorridente já atendeu mais de 90 milhões de brasileiros. “Temos um aumento significativo no atendimento, porém ainda temos que alcançar metade da população”, ressalta Gilberto Pucca.

O Brasil Sorridente é o principal programa da Política Nacional de Saúde Bucal do governo federal e tem o objetivo de garantir ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal dos brasileiros, com tratamento odontológico gratuito por meio do SUS.”

E a chuva afastou o Jorge da praça

As chuvas que alagaram Joinville na noite de ontem, sexta-feira (5), tornando o trânsito da cidade um caos, inviabilizaram o show da banda do Zé Pretinho e Jorge Ben Jor. Hoje Almir Satter se apresenta às 22 horas, mas já no Centreventos Cau Hansen, medida que deveria, por precaução, ter sido adotada para o caso das chuvas que afundaram o de Jorge Ben.

Aliás, a chuva realmente foi grande, mas é preciso descobrir porque as águas não escoam nos bueiros, invadindo as ruas, alagando comércios e casas. A Prefeitura tem de desobstruir bueiros, e depois, trocar todo o sistema de drenagem que deve ter sabe-se lá quantos anos! E vamos torcer para que as chuvas permitam as demais atividades comemorativas aos 159 anos da maior cidade catarinense.

Mais uma foto de trabalho, nas andanças por Brasília, 2005

Compartilho com os leitores mais uma imagem que fiz em 2005 em Brasília, lugar por onde caravanas passam todos os dias em busca de seus direitos, por justiça, em busca da cidadania.

Um brasileiro em busca de justiça por conta de erros médicos. Brasília, 2005
Um brasileiro em busca de justiça por conta de erros médicos. Brasília, 2005

Lula licenciado? Dizem que é maluquice da Globo

129_2622-alt-26-MHG-pais-luladilmaVejam a nota que colhi junto à Confederação Nacional dos Metalúrgicos sobre a alegada licença do presidente Lula para fazer a campanha da ministra Dilma Rousseff. O Ministro da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins, ex-comentarista da Globo, afirmou que é maluquice da sua ex-empregadora. Vejam a nota:

Mais uma vez, uma falsa notícia contada várias vezes assume ares de verdade. Os personagens da nova história são os mesmos de sempre: a mídia, a oposição e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Desta vez, foi o jornal O Globo quem lançou a especulação de que o presidente Lula iria se licenciar do cargo em agosto e setembro para se dedicar à campanha da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) ao Palácio do Planalto.

O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vacarezza (PT-SP), negou nesta quinta-feira que o presidente tenha a intenção de se licenciar do cargo. O petista ainda levantou suspeita da origem da informação.

“Isso não tem nem pé nem cabeça. A licença nunca foi cogitada pelo presidente Lula, mesmo porque ele não se afastou na campanha dele de reeleição”, afirmou.

Vacarezza disse que conversou com ministros e assessores próximos do presidente que negaram o interesse do presidente Lula em se afastar por alguns meses do comando do país para evitar ter problemas com a Justiça Eleitoral. “Nunca houve essa discussão. Nunca ouvi isso no Planalto em nenhuma reunião que participei. O presidente Lula não falou isso, nenhum ministro ouviu essa história”, disse. “Há alguém interessado em fazer esse debate”, afirmou.

O ministro Franklin Martins, da Secretaria de Comunicação Social, classificou como “maluquice” a notícia sobre a eventual licença de Lula. “É uma maluquice do Globo”, afirmou Martins.” E olha que a campanha eleitoral nem começou prá valer…