Combate à depressão e suicídio – Projeto de Florianópolis participa de congresso mundial

Experiência da Prefeitura de Florianópolis de combate à depressão e suicídio participa de congresso mundial. “Roda de Conversa: saúde mental na infância e adolescência” é desenvolvido em escolas municipais.

Prevenção ao suicídio, automutilação e sofrimento psíquico são conteúdos de “Roda de Conversa: saúde mental na infância e adolescência”. O projeto é voltado para estudantes, professores e famílias da rede municipal de ensino de Florianópolis. O objetivo é a proteção e promoção da qualidade de vida para além da medicalização.

A iniciativa, desenvolvida em parceria pelas secretarias municipais de Educação e de Saúde, foi selecionada para participar do III Congresso Internacional Novas Abordagens em Saúde Mental. Devido à pandemia do Coronavírus, o evento deverá ser realizado online no dia 22 de agosto pelo Centro Educacional Novas Abordagens Terapêuticas (Cenat) .

O trabalho inscrito é assinado pelas profissionais da Educação Ana Paula Felipe, Cláudia Cristina Martins Nascimento e Nataliê Andiara Be Cardoso e pelos psiquiatras da Saúde Marcelo Brandt Fialho e Márcia Silva Rodrigues. As rodas de conversas têm previsão para serem retomadas ainda este ano.

Em 2019, entre os meses de setembro a novembro, ocorreram no período noturno com a presença de assessoras pedagógicas e psiquiatras. As discussões beneficiaram 560 famílias de 24 unidades educativas, totalizando cerca de 600 pessoas.

Para a professora Cláudia Cristina Martins Nascimento, o projeto se configurou em importante e necessária implementação de política pública, envolvendo diferentes segmentos da sociedade. “A prevenção da ansiedade, depressão, automutilação e suicídio são tratados na perspectiva de um projeto de sociedade que valoriza a vida, a qualidade das relações e acima de tudo respeitam a criança e o adolescente em uma formação mais humana e integral do ser”.

Ana Paula Felipe, outra coordenadora do projeto, acrescenta que a comunidade escolar é recebida num ambiente acolhedor , de diálogo , escuta e troca sobre saúde mental. “Queremos sensibilizar as todos para a temática e ao mesmo tempo desmistificando mitos e tabus”.

O secretário de Educação Maurício Fernandes Pereira sublinha “que a formação continuada é um caminho necessário à configuração de processos educativos comprometidos com relações humanas saudáveis, de zelo pela vida, numa dimensão de compartilhamento entre escola e família, saúde e educação.”

  • com informações da Ascom/PMF
Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

2 comentários em “Combate à depressão e suicídio – Projeto de Florianópolis participa de congresso mundial”

  1. Olá Cláudia, grato por sua participação aqui no Palavra Livre! Sim, um projeto que importa muito por olhar a quem precisa de apoio contra a depressão, o mal do século… O MPSC também atua com outro projeto semelhante e também muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.