Cassação – Vereador Odir Nunes (PSDB) protocola defesa prévia e pede arquivamento

O vereador Odir Nunes (PSDB) protocolou hoje (27/07) sua defesa prévia à representação pública, acatada pela Câmara de Vereadores e que deu andamento à Comissão Processante para a cassação de seu mandato. 

O parlamentar solicitou o arquivamento da representação por ser ilegítima devido a  inadmissibilidade do cidadão Carlos Eduardo da Silva, pelo mesmo estar com seus direitos políticos suspensos. Em sua justificativa, Nunes defende que seu discurso não caracteriza incitação à violência e não constitui quebra de decoro parlamentar. 

Além disso, Odir solicitou a suspeição do Presidente da Comissão Processante, vereador Mauricinho Soares (MDB), devido à sua conduta incompatível (ao comemorar a possibilidade de punir o representado), com o decoro parlamentar, e pede que seja apurado perante a Comissão de Ética da Câmara.

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.