Máscaras – Alesc enaltece confecção no sistema prisional de Joinville (SC)

O juiz João Marcos Buch, titular da Vara de Execuções Penais da comarca de Joinville, recebeu uma Moção de Aplauso da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) pela criação e fomento do programa de confecção de máscaras na Penitenciária Industrial de Joinville. A moção é uma iniciativa do deputado estadual Marcius Machado e foi aprovada na sessão ordinária virtual do dia 17 de junho.

“Recebo com muita satisfação esta moção da Alesc. Creio que os tempos são difíceis diante da pandemia, especialmente nos sistemas prisionais brasileiro, catarinense e joinvilense, e temos que olhar para todas essas pessoas, presos ou trabalhadores do sistema, e ter a responsabilidade de garantir a vida dessas pessoas. O projeto das máscaras é um dos caminhos. Existem muitos outros que precisamos desenvolver”, destaca o magistrado, que é juiz-corregedor do sistema prisional de Joinville.

Através da Portaria n. 5/2020, assinada no dia 6 de abril pelo juiz João Marcos Buch, permitiu-se a produção de máscaras pelos apenados da Penitenciária Industrial e do Presídio Regional. As máscaras confeccionadas foram doadas à população joinvilense. Desde o início dos trabalhos, já foram produzidas mais de 10 mil máscaras pelos apenados da Penitenciária Industrial de Joinville.

“Agradeço este reconhecimento, e quem acompanha minha trajetória sempre percebeu o meu respeito ao Poder Legislativo e a minha insistência de que a política, os partidos políticos e o Poder Legislativo devem ser respeitados como condição imprescindível de alcance e fortalecimento do estado democrático de direito”, ressalta o juiz.

Além do juiz João Marcos Buch, a Moção de Aplauso também enaltece o trabalho do secretário de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa, Leandro Antônio Soares Lima; e do gerente regional do Complexo Prisional de Chapecó, Alecssandro Zani.

Imagem de destaque
Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.