Diga NÃO à irracionalidade de Bolsonaro

Um líder de uma nação continental como o Brasil colocar o dinheiro, a economia, à frente das vidas de brasileiros e brasileiros que estão enfrentando apenas o começo da pandemia do Covid-19, o Coronavírus, é um crime. Vidas valem sempre, e eternamente, mais que o dinheiro e empresas. Negócios se recuperam, reconstroem. Vidas jamais. Elas se vão e deixam sofrimento e dor a quem fica. Bolsonaro portanto não defende a vida do seu povo.

A China, toda a Europa, o próprio EUA a quem o nosso “presidente” venera mais que sua pátria, o mundo todo, sofre com o avanço desta doença que já dizimou mais de 20 mil vidas, e contaminou mais de 200 mil pessoas, repito, por enquanto! Conheço e converso com amigos e amigas que vivem na Itália, Espanha, Portugal, e como jornalista tenho fontes em todos os países que vivem o dia a dia desta tragédia sanitária e humana. Todos pedem “fiquem em casa”! Bolsonaro vai a rede nacional dizer, vão às ruas! Uma insanidade, uma ação macabra.

Como jornalista e editor do Palavra Livre defendo o que cientistas, médicos, profissionais da saúde, líderes de países do primeiro mundo que enfrentam esta doença pedem todos os dias – Fiquem em casa! Cada dia que ficamos isolados em nossas casas, salvamos milhares de irmãos de contaminações que podem levar nossos avós, pais, filhos, maridos, esposas, irmãos. Não há dinheiro que pague, nenhuma empresa ou emprego, as vidas de pessoas queridas. Diga um grande NÃO ao insano presidente do Brasil.

O Palavra Livre defende a vida, a liberdade, a democracia e denuncia mais um ato deste pseudo-líder que nos governa. Bolsonaro deve ser detido nesta escalada que joga uns contra os outros no país neste momento duro que estamos iniciando a enfrentar. É hora de união e com base racional. Isolar esta loucura que ele e seus filhos insistem em nos colocar, é o que precisamos fazer. Todo apoio aos governadores e prefeitos que lutam e se preparam para cuidar de sua gente.

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 25 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE. Escreve para vários veículos de comunicação, entre eles o jornal ND, Portal ND+ e Grupo ND em Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.