Coluna Palavra Livre para a Folha Metropolitana

"Só com o meu aval", deputado Sargento Lima (PSL) sobre apoio do presidente a prefeituráveis em Joinville (SC)

Publico aqui a íntegra da coluna que escrevo para o jornal Folha Metropolitana que circula em Joinville e toda a região norte de Santa Catarina. Aqui ela está como foi para a edição, ou seja, um pouco diferente do que está na edição impressa devido ao espaço. Leia e fique ligado no que é novidade nos bastidores:

Coronavírus é coisa séria!
O mundo anda às voltas com um dos maiores desafios, conter esse misterioso vírus – Coronavírus/Covid-19 – que adoece, e também mata, milhares de pessoas em todos os países. É hora de consciência coletiva, solidariedade, e fazer exatamente o que mandam autoridades da saúde quanto à higiene, e principalmente, reuniões, presenças em eventos que tenham grande aglomeração de pessoas. É aí que ele se espalha. O que o presidente Bolsonaro fez ao sair da sua quarentena, incentivas seus seguidores a se reunir, abraçar, tirar selfies, é uma insanidade, irresponsabilidade que não condiz com quem tem o dever de liderar uma nação. Errou feio.

Nota 10
Parabéns aos deputados Daniel Freitas (PSL) e Angela Amin (PP), e aos senadores Esperidião Amin (PP) e Jorginho Mello (PL), que se recolheram por terem de alguma forma tido contato com pessoas contaminadas ou possivelmente contaminadas. Nota 10.

Nota Zero
Ao presidente Jair Bolsonaro e seus seguidores insanos. O inimigo comum é o Coronavírus, e não adversários políticos. É hora da prevenção, dos cuidados, de união. Quem vai pagar pelas vidas que podem ser comprometidas? Liderar é coisa séria. Nota zero.

Liderar frente Anti-Coronavírus
O Governo do Estado também titubeou. Demorou a estabelecer o comitê de crise, o que fez muito bem no último sábado (14). Mas falta mais. O governador Moisés tem que liderar a união de todos os prefeitos e suas equipes, todos falando e agindo conjuntamente inclusive nas medidas duras que devem ser tomadas. Deixar cada um pensando no que fazer, ou fazer do seu jeito, não é o melhor caminho.

Prefeitos também
O Governo do Estado tem que liderar, mas também os Prefeitos de todo o Estado devem se unir, talvez via Fecam ou Associações de Municípios, em um comitê único de atenção à crise do Coronavírus-Covid19.

Não vai
Falando em Associações de Municípios, um dos nomes cotados para disputar a Prefeitura era o do secretário Executivo da Amunesc, Tufi Michereff. O Patriotas era o caminho em construção, mas manobras colocam o comando nas mãos do atual vice de Udo Döhler, Nelson Coelho, que é agora o pré-candidato Patriota. Tufi seria uma das novidades na disputa. Será que não vai mesmo?

“Só com o meu aval”
A frase é do deputado estadual por Joinville, Sargento Lima do PSL. Em rápida entrevista ao colunista, questionado sobre o imenso número de candidatos à Prefeitura que dizem ter apoio de Bolsonaro, disparou: só com o meu aval. “Onde estavam estes caras quando o Bolsonaro começou a caminhada? Apoio e depoimento dele, só com o meu aval”, declarou. E agora?

O cajado de Moisés
Lima é desafeto do governador Carlos Moisés, que tenta expulsá-lo do PSL por infidelidade partidária. O governador não declara que seu partido terá candidato, mesmo tendo um na batalha, o secretário Derian Campos. Para onde apontará o cajado de Moisés?

Candidato de Udo a mil
O deputado Fernando Krelling (MDB) vestiu a roupa de pré-candidato do MDB e do prefeito Udo. Anda com agenda cheia a receber vereadores em seu gabinete na Capital, e também visitando lideranças. Ao que parece não dá bola para o abandono da cidade, fruto da gestão de Udo por oito anos. Aposta tudo em seu carisma pessoal. A oposição prepara surpresas.

LHS
A curiosidade é para quem vai “abraçar” o legado de Luiz Henrique da Silveira (LHS) na campanha deste ano. Morto há cinco anos, o líder emedebista foi meio esquecido. Assim como vários querem se bolsonariar, há quem diga que a marca LHS daria mais votos na maior cidade de SC.

Muitos tucanos
O PSDB saiu de zero candidatos à Prefeitura de Joinville para pelo menos tres: Dalmo Claro, Paulo Bauer e agora o vereador Odir Nunes. Fontes do partido avaliam que o melhor nome seria Dalmo, pois Bauer ainda anda as voltas com as denúncias contra ele, e Odir quer só “marcar território”.

Rodrigo Coelho no PL
Tem pré-candidato só a espera desta notícia: a de que o deputado federal Rodrigo Coelho ainda no PSB, vá assinar a ficha no PL do senador Jorginho Melo. Estariam mais a fim de lutar pela vice dele que disputar prá valer. Coelho só espera a liberação oficial do TSE, que deve vir a qualquer momento.

Saúde visual
O deputado Federal Hélio Costa (Republicanos) aderiu à Frente Parlamentar de Optometria. “Santa Catarina é uma referência na área da Optometria”, afirma. A Frente Parlamentar de Optometria foi instalada no ano passado na Câmara dos Deputados. O colegiado conta com o apoio de mais de 200 parlamentares.

Reforma da Previdência em SC
Há muita luta em alguns municípios, como Joinville, contra a reforma da previdência municipal. O que poucos sabem é que a reforma que está na Assembleia Legislativa vai dar o norte para as reformas municipais. E isso muda tudo.

Previdência é pauta
O relator do projeto do governador Carlos Moisés (PSL) na Alesc é o veterano deputado estadual Maurício Eskudlark. Anda as voltas com pressões enormes, e quer reduzir “contrariedades”. Entrega seu relatório na CCJ esta semana.

À esquerda outra vez
Com a chegada do ex-petista e ex-deputado federal Claudio Vignatti à Presidência do PSB catarinense, o partido sai da direita e volta à esquerda. Conhecido como um trator no trabalho político, Vignatti busca retomar o protagonismo dele e do partido na política regional.

Nova sede
O PT de Joinville se reorganiza a partir do comando do ex-deputado Francisco de Assis, da posse do ex-prefeito Carlito Merss com deputado por um mês, e com a abertura de sua nova sede. A meta é eleger vereadores. Carlito seria a locomotiva para isso, mas diz, por enquanto que não vai disputar para a Câmara de Vereadores.

Tânia
A ex-vereadora, ex-secretária municipal do Bem Estar, ex-secretária da Saúde de Joinville e ex-secretária estadual da Saúde e que também dirigiu o Hospital Regional Tânia Eberhardt é a única mulher com o nome colocado na disputa em Joinville. Também ex-MDB, Tânia organiza seminários do seu partido, Cidadania, pelos bairros.

Kennedy ou Darci?
A eterna dúvida continua: vai Kennedy ou vai Darci? O PSD não sabe o que fazer, e ambos também não. Uma eleição imprevisível, em tempos nebulosos. Apostas dizem ser Darci o nome. O deputado federal age nos bastidores para ver se vale a pena disputar mais uma vez.

Mais um
O empresário Anelísio Machado se filiou ao Avante e avisa que também e pré-candidato a Prefeitura de Joinville. Reclamou que não estava na lista da coluna na edição passada. Agora está.

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.