INEP, órgão responsável pelo ENEM, pode ter um catarinense na Presidência

Chico Soares deixou o INEP alegando problemas pessoais
Chico Soares deixou o INEP alegando problemas pessoais

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), José Francisco Soares, pediu demissão do cargo.

O professor entregou o pedido de demissão ontem (29) ao ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Por meio de nota, o Inep informou que o nome do substituto de Soares só será definido nos próximos dias.

No documento entregue ao ministro, Soares justifica o pedido por “motivos pessoais”. O Inep é responsável pela organização e aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Além de definir e propor parâmetros, critérios e mecanismos para a realização de exames de acesso ao ensino superior, o órgão tem, também entre suas atribuições, a de coordenar o processo de avaliação dos cursos de graduação.

Com sólida formação acadêmica e experiência no tema da avaliação educacional, Chico Soares, como era conhecido, fez esforços para que os dados (resultados das provas) fossem contextualizados de acordo com a renda e as condições sociais dos alunos.

Trouxe informações sobre NSE (Nível Sócioeconômico) e implantou um indicador para minimizar a maquiagem das notas no Enem por Escola, muito utilizado por instituições privadas para publicidade.

Soares possui pós-doutorado em Educação pela University of Michigan Ann Arbor (2002), é mestre em estatística pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (1977) e doutor em Estatística pela University of Wisconsin – Madison (1981). Ele também é professor titular aposentado da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Desgaste
Desde o fim de 2015, Soares enfrenta desgaste com os servidores do Inep, após ter apresentado uma proposta de reestruturação do órgão.

Para a Associação dos Servidores do Inep (Assinep), a mudança “desestruturava e comprometia” as finalidades do instituto. O Inep afirmou que a reforma preservava todas as suas atribuições institucionais.

“O Inep precisa é de mais investimento, mais cargos de gestão para dar conta das atribuições crescentes, funcionamento do Conselho Consultivo com a participação dos servidores, planejamento estratégico, questões até agora sem resposta”, disse a direção do Assinep, que também cobrou mais diálogo do próximo presidente.

Catarinense Alexandre Santos é cotado para assumir o cargo

Catarinense de Joinville (SC), Alexandre Santos pode emplacar presidência do INEP em Brasília
Catarinense de Joinville (SC), Alexandre Santos pode emplacar presidência do INEP em Brasília

O Palavra Livre apurou que entre os nomes cotados para assumir a presidência do instituto estão Alexandre André dos Santos, diretor de Avaliação da Educação Básica, do Inep – que tem o apoio dos servidores – e Reynaldo Fernandes, ex-presidente do órgão. Mercadante disse, em nota, que o nome para substituir o ex-presidente será anunciado nos próximos dias.

Alexandre André dos Santos é atualmente diretor de Avaliação da Educação Básica (DAEB) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

O catarinense Alexandre é um jovem de 40 anos, casado e pai de três filhos, nasceu em Joinville e é servidor público federal concursado no INEP em Brasília.

Em seu currículo acumula a responsabilidade da implementação e coordenação do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, prova e provinha Brasil, avaliação de alfabetização e coordenador do Programa Internacional de Avaliação de Alunos – Pisa.

Além disso, ele tem a experiência em gestão pública que acumula no Ministério desde o ano de 2004. Estudioso, é graduado e mestre em geografia e doutorando em Planejamento e Integração Econômica e Territorial pela Universidade de Leon na Espanha.

Entre 2014 e 2015 deixou o INEP para ser o secretário de Educação do município de Bombinhas (SC), a convite de sua amiga e atual prefeita, Ana Paula, conhecida como Paulinha. O Palavra Livre noticiou à época, leia clicando aqui.

Da redação do Palavra Livre com informações de Agências.

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 25 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE. Escreve para vários veículos de comunicação, entre eles o jornal ND, Portal ND+ e Grupo ND em Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.