Vacinação contra o HPV em meninas de 9 a 13 anos continua em Joinville (SC)

Meninas de 12 e 13 anos que não tomarem nesta idade a vacina contra o HPV (papiloma vírus humano), perderão para sempre a oportunidade de estar protegidas contra o câncer de colo de útero.

O alerta está sendo feito pela Secretaria da Saúde de Joinville. É nesta idade que o organismo, ao receber a vacina, cria defesa contra o vírus para o resto da vida.

A responsável pela Unidade de Imunização da Secretaria de Saúde, Maria Goreti Cardoso, explica que é nessa faixa etária que o organismo responde de forma mais eficaz e garante maior proteção no futuro. A vacina é dada em meninas a partir dos nove anos.

Na primeira fase da campanha, em março (primeira dose), foram atendidas 2.151 meninas na faixa dos 9 anos (54% da meta de 4.011), 1.951 na faixa dos 10 anos (44% da meta de 4.470) e 1.610 na faixa dos 11 anos (37% da meta de 4.351).

Na faixa dos 12 anos já foram vacinadas 1.765 meninas (39% da meta de 4.520) e na faixa dos 13 anos 3.464 (75% da meta de 4.580).

Maria Goreti enfatiza que as meninas que não compareceram para receber a primeira dose ainda podem iniciar o esquema de vacinação. “O importante é não perder a oportunidade de se imunizar nessa faixa que vai dos 9 aos 13 anos e 11 meses ”, reforça.

“Para aquelas que já estão na faixa dos 12 e 13 anos, se não receberem a segunda dose vão perder esse grande oportunidade de proteção contra o câncer de colo de útero”, enfatiza Goreti.

A proteção contra o HPV só será completa com as duas primeiras doses em intervalo de seis meses e uma terceira dose final após cinco anos.

Para receber a vacina, basta comparecer a uma Unidade de Saúde com o cartão de vacinação e documento de identificação. O câncer do colo do útero é o terceiro tipo de câncer que mais mata mulheres no Brasil, atrás apenas do de mama e de brônquios e pulmões.

O número de mortes por câncer do colo do útero no país aumentou 28,6% em 10 anos, passando de 4.091 óbitos, em 2002, para 5.264, em 2012, de acordo com o Atlas de Mortalidade por Câncer no Brasil, publicação do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

O vírus
O HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto.

Estimativas da Organização Mundial da Saúde indicam que 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras da doença. Em relação ao câncer do colo do útero, estudos apontam que 270 mil mulheres no mundo morrem devido à doença. Neste ano, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos.

Com informações da Ascom/Secretaria da Saúde de Joinville (SC)

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, coach e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC.Tem mais de 25 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE em Joinville (SC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.