Depressão também atinge crianças e bebês

Considerada uma doença de adulto, a depressão também afeta crianças e bebês. Apesar de poucos estudos sobre o assunto, a estimativa é que por volta de 5% a 6% das crianças até 12 anos sofram desse mal.

Segundo a pediatra Laís Valadares, do Departamento de Saúde Mental da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e do Comitê de Saúde Mental da Sociedade Mineira de Pediatria, a depressão da mãe e os maus-tratos são os principais fatores que causam a doença nos bebês.

E como é difícil diagnosticar o distúrbio em crianças muito pequenininhas, fica complicado saber exatamente quais os sintomas e como tratá-lo. Os médicos acreditam que, durante a depressão, o bebê tenha muitas cólicas, pouco apetite, choro fraco, peso baixo, insônia e atraso no desenvolvimento.

Em suspeita de depressão, a criança deve ser encaminhada para psiquiatras infantis. Dependendo do caso, os pais também podem precisar de terapia.

Com informações da Ag. Brasil

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.