Projeto pode criar “Trem da Alegria” no TCE/SC, denuncia deputado

O deputado estadual Dirceu Dresch (PT) teve acesso à minuta de um projeto que está em fase final de discussão no Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE) e que garante a transposição de mais de 35 servidores de outras esferas públicas, inclusive de municípios, para o quadro de servidores daquele órgão. Dresch tem  uma audiência com o presidente do TCE, Salomão Ribas Junior, na próxima terça-feira,16, para discutir a questão e pedir que o projeto nem chegue a ser enviado ao Legislativo.

A proposta beneficiaria funcionários que foram cedidos ao TCE há 5 anos ou mais e agora, por meio dessa manobra, garantiriam a aposentadoria com o vencimento atual que recebem no tribunal, e não pelo cargo e órgão de origem.

“O TCE paga excelentes salários, a grande maioria dos servidores que serão beneficiados como esse projeto recebe entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. Se estivessem em seus órgãos de origem, para onde prestaram concurso público, receberiam muito menos”, analisa Dresch.

Ele destaca que a transposição é um instrumento ilegal e que burla a obrigatoriedade de contratação por concurso público. “O pior é que isso acontece justamente no órgão que tem o dever de fiscalizar e coibir esse tipo de prática. É um trem da alegria”, ressalta.

Da Ass. Imprensa do Deputado

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 25 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE. Escreve para vários veículos de comunicação, entre eles o jornal ND, Portal ND+ e Grupo ND em Santa Catarina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.