Idosos: Caminhada de conscientização contra a violência acontece nesta sexta (14/6)

Panfleto idosos frente webA conscientização a respeito da violência contra o idoso será destaque na manhã desta sexta-feira (14/6) na Caminhada do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A ação, organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (Comdi), reunirá representantes de grupos de convivência, de entidades sócio-assistenciais, conselheiros de direito e demais representantes da sociedade. “Queremos mobilizar o maior número de pessoas e por isso vamos realizar a ação nesta sexta-feira. Quanto maior for a nossa mobilização, mais chamaremos a atenção da comunidade”, relata a presidente do Comdi, Estefania Rosa Basi.

A caminhada partirá da Casa dos Conselhos, na rua Afonso Penna, às 8 horas, e seguirá até a Praça Nereu Ramos. Os idosos que frequentam o Centro de Convivência do Idoso (CCI) serão alguns dos integrantes da ação e já prepararam para a caminhada faixas com frases e palavras de conscientização. Atualmente 75 grupos de idosos são referenciados no CCI e a expectativa é que todos eles participem da iniciativa. “Em nossas atividades debatemos o tema da violência, explicamos para eles seus direitos e também repassamos os meios de denúncia para os casos de violência. É importante que eles tenham acesso a estas informações”, conta Estefania.

No Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosos e suas Famílias em Joinville uma média de 150 casos de violência contra o idoso são acompanhados mensalmente. A maioria das denúncias chega pelo Disque 100, mas casos de violência também podem ser denunciados na Delegacia Civil de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso e no Conselho Municipal dos Direitos do Idoso.

No município, o Serviço de Proteção ao Idoso atua na promoção de ações para superação de situações violadoras de direitos, propiciando a autonomia e melhoria na qualidade de vida destas pessoas. Os usuários recebem visitas domiciliares, participam de reuniões de mediação familiar, são encaminhados aos benefícios da rede socioassistencial e recebem os demais atendimentos necessários em cada situação.

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, coach e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC.Tem mais de 25 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE em Joinville (SC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.