Medicamento contra câncer de mama passa a ser distribuído pelo SUS

O medicamento Trastuzumabe, usado no combate ao câncer de mama, passará a ser distribuído gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A decisão foi anunciada hoje (23) pelo Ministério da Saúde, que prevê que a distribuição custe R$ 130 milhões ao ano e tenha início dentro de no máximo seis meses.

Segundo nota emitida pela pasta, o medicamento diminui em 22% o risco de morte de mulheres com a doença e reduz as chances de reincidência. O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo e o mais frequente entre as mulheres, com 1,15 milhão de novos casos a cada ano e 411 mil mortes. De acordo com o ministério, no Brasil ocorreram 12.812 mortes em 2010. “A expectativa é que o Trastuzumabe beneficie 20% das mulheres com câncer de mama em estágio inicial e avançado”, disse o ministro Alexandre Padilha.

A presidenta do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama), a médica mastologista Maira Caleffi, comemorou a incorporação do medicamento no SUS. “Até agora, o processo para a aquisição do medicamento era muito demorado e as pacientes precisavam acionar a Justiça para conseguir o remédio. Mas a doença não espera. O fornecimento do Trastuzumabe pelo SUS deve causar um impacto positivo na saúde das pacientes e a mortalidade deverá diminuir consideravelmente”, salientou a médica, por meio de nota publicada no site da entidade.

Este ano, o governo federal gastou R$ 4,9 milhões em 2011 para atender a 61 pedidos judiciais de acesso ao Trastuzumabe. Os casos provocaram um investimento de R$ 12,6 milhões. Este é um dos primeiros medicamentos incorporados ao SUS a partir da Lei 21.401, de 2011, que criou uma Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias, responsável por definir regras que garantam o acesso a medicamento.

Rede Brasil Atual

 

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.