Aumento de 28,84% para vereadores em discussão na Câmara!

O vereador que garantir uma cadeira na Câmara de Joinville nas eleições deste ano pode chegar ao Legislativo com um salário 28,84% maior. Isso se for aprovado o projeto de aumento que será apresentado nesta quarta-feira pela mesa diretora. A proposta prevê salário de R$ 12,025 mil a partir do dia 1° de janeiro de 2013. Hoje, é de R$ 9,33 mil. São R$ 2,69 mil a mais por mês.

Saiba como é determinado o aumento dos vereadores

O projeto também prevê que, a partir de 2013, o reajuste seja condicionado à inflação dos últimos 12 meses e que ocorra na mesma época em que é votado o aumento dos servidores municipais.

Segundo Odir Nunes (PSD), presidente da Câmara, foram solicitados estudos à diretoria contábil do Legislativo com diferentes possibilidades de reajustes. Os dados foram apresentados nesta terça aos parlamentares.

— Discutimos possibilidades, mas essa era a mais viável. Houve consenso entre os vereadores. Não queríamos ir para o teto máximo, de 75% do que ganha um deputado. Com isso, a nossa opção foi chegar na proximidade dos 60% —, diz Odir.

Até o ano passado, a remuneração paga aos vereadores estava no teto máximo de 60% do que é pago para os deputados estaduais. Mas dois fatos facilitam o aumento para 2013. O primeiro é o Censo 2010, em que Joinville foi para uma nova faixa populacional – com mais de 500 mil habitantes.

Com a mudança, a Câmara pode pagar até 75% do salário dos deputados. A outra alteração é o reajuste que os deputados estaduais se concederam, em 2010 – de R$ 14,6 mil para R$ 20,04 mil.

Hoje, o salário dos vereadores está em um percentual de 46,56,% em relação ao que ganham os deputados estaduais.

— Poderíamos pedir um aumento maior. Mas achamos melhor regularizar o aumento para os próximos anos —, explica Odir Nunes.

As bancadas do PMDB e do PT só querem o reajuste de acordo com a inflação de cada ano. Os três vereadores peemedebistas (Jucélio Girardi, Tânia Eberhardt e Osmari Fritz) já decidiram votar contra a proposta, enquanto os petistas ainda se reunirão em bancada para discutir a proposta.

Matéria publicada no jornal A Notícia na edição de hoje, assinada por João Kamradt.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.