Liberado repasse para recuperação da praia central de Piçarras

O Ministério da Integração Nacional autorizou o repasse de R$ 9.9 milhões destinados às obras de dragagem e reconstrução da orla central da praia de Piçarras, atingida pela força do mar últimos anos. A cidade desenvolve desde dezembro um projeto para controle da erosão marinha.A prefeitura já possui a Licença Ambiental Prévia, autorização da Marinha e da Secretaria do Patrimônio da União para começar o trabalho.

A portaria 34 , assinada pelo ministro Fernando Bezerra, confirma, no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27), que o Plano de Trabalho foi analisado e aprovado no ministério. Os recursos da Defesa Civil Nacional serão liberados em três parcelas e não dependem de contrapartida dos cofres municipais.

Desde 2009, quando a cidade ainda se recuperava das enchentes que assolaram o estado, o Governo Municipal buscava apoio da União para recompor a faixa de areia levada por constantes ressacas . De acordo com o prefeito Umberto Teixeira, a ocorrência de desastres naturais em todo o país durante este período atrasou a liberação dos recursos:

– Nesses últimos anos, o Governo Federal precisou destinar os recursos da Defesa Civil para as cidades que estavam em meio a catástrofes que desabrigaram pessoas e deixaram muitas vítimas. Enquanto isso, nós persistimos em Brasília, apresentado projetos, buscado apoio junto a diversas lideranças e agilizando as licenças necessárias para a obra – explica Teixeira.

Em dezembro ele alertou pessoalmente o ministro Fernando Bezerra para os riscos que a destruição da praia representa para a economia e a infraestrutura urbana da cidade. Dias depois da audiência, intermediada pelo deputado federal João Pizzolatti e pela ministra de relações institucionais Ideli Salvati, o gabinete do ministro confirmou a aprovação do Plano de Trabalho.

A previsão é de que o aterro hidráulico seja iniciado assim que a primeira etapa das obras, iniciada em dezembro, seja concluída. O primeiro de dois molhes que vão desviar a corrente marinha e amenizar os efeitos da erosão, está sendo construído na altura da rua Alexandre Guilherme Figueredo.

Digital ABC

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.