Palocci pede demissão; Gleisi Hoffmann é a nova ministra da Casa Civil

Antonio Palocci pede demissão. Em editorial, Carta Maior diz que a saída representa a chance de reordenação estratégica:

“Governo Dilma ganha espaço para uma reordenação política que corrija as lacunas de um ciclo inicial em ue a principal agenda era negativa: conter o crescimento para conter a inflação e a apreciação cambial . A inflação já reverteu a curva ascendente. A instabilidade cambial não cede sem baixar os juros que atraem capitais especulativos, mesmo com algum controle cambial. Um bom recomeço seria interromper a nova alta da Selic que está sendo discutida nesse momento na reunião do Banco Central iniciada nesta terça-feira”.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) foi escolhida como substituta de Antonio Palocci na Casa Civil. Ela é advogada, natural de Santa Catarina e ex-presidente do PT do Paraná. Na gestão de Zeca do PT no Mato Grosso do Sul, Gleisi foi secretária de estado. Também foi secretária de gestão pública de Londrina. Em 2010, foi eleita senadora pelo estado do Paraná. É casada com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.