Horário de verão termina neste sábado (19)

horárioÀ meia noite do próximo sábado (19), o Horário de Verão (HV) chegará ao fim e os brasileiros que vivem nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste terão de atrasar o relógio em uma hora. Com a duração exata de quatro meses, essa edição começou dia 17 de outubro.

Os dados preliminares do ONS indicam redução de 5% na demanda (150MW) e 0,5% na energia (12MWmédios) na área de concessão da Celesc Distribuição. A redução na demanda é equivalente à metade da carga de Florianópolis no horário de ponta durante o HV. Em termos de consumo, os valores representam o consumo mensal médio de um município como Biguaçu, 20% do consumo de Criciúma ou 10% do consumo médio de Blumenau.

Na edição anterior houve redução de 4,4% na demanda do sistema elétrico na área de concessão da Celesc Distribuição. No horário de ponta, entre 18h30 e 21h30, esses valores corresponderam a uma demanda de 115 MW ao longo de todo o período do horário de verão.

Com o deslocamento de carga, induzido pela mudança de horário, o País economiza combustível na geração térmica, que seria necessária para garantir a confiabilidade do sistema elétrico durante esse período do ano e reduz a necessidade de cortes no abastecimento. Para o consumidor final, o principal benefício é que o Horário de Verão evita ajustes tarifários decorrentes de investimentos para atender esse acréscimo sazonal na demanda.

História – O procedimento é adotado durante o verão porque os dias são mais longos, em função da posição da Terra em relação ao Sol, daí o nome em português, espanhol, alemão e outras línguas. Em inglês, o termo “Daylight saving time” (Horário de economia com luz do dia, em tradução livre) enfatiza a função prática, enquanto no idioma italiano “Ora legale” (Hora legal) destaca o caráter institucional da medida.

A idéia de adiantar os relógios para aproveitar melhor as horas de sol foi lançada em 1784 nos Estados Unidos por Benjamin Franklin, numa época em que ainda não existia luz elétrica. Mas sua idéia não foi adotada pelo governo norte-americano. O primeiro país a adotar oficialmente o horário de verão foi a Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial.

No Brasil, o horário de verão é adotado todos os anos desde 1985. Inicialmente nacional, a abrangência foi reduzida até que, em 2003, atingiu a atual, sendo adotado nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Até 2007 a duração e a abrangência geográfica do horário de verão eram definidas anualmente por decreto da Presidência da República. É designado pela sigla BRST (Brazilian Summer Time).

Centrais Elétricas de SC SA

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.