Busscar: Sindicato e trabalhadores começam a se entender

Busscar
Busscar está parada por falta de recursos financeiros

Na tarde de hoje, terça-feira (8/6), o Presidente do Sindicato seguiu para Florianópolis para uma reunião com o BRDE e o Badesc, dois bancos que talvez possam ser intermediários dos recursos financeiros do contrato entre o BNDES e a Guatemala. Amanhã, quarta-feira (9/6), João Bruggmann representa o Sindicato em reunião com os credores da Busscar, BNDES e acionistas da empresa no BNDES, na sede do banco no Rio de Janeiro.

“Nesta semana ainda temos de ter a solução para a Busscar, os bancos credores tem de chegar e dizer se assumem, ou indicam quem assume. Além deles, a Mercedes também pode ser uma parceira nessa nova fase administrativa da Busscar. Mas isso tem de ser rápido, se não podemos ter uma notícia triste para Joinville”, alerta Bruggmann. 

Na segunda-feira, 7, venceu o prazo de pagamento da folha de maio, totalizando agora três salários atrasados (décimo terceiro, abril e maio) além das parcelas rescisórias do PDV para quase mil funcionários que vai também para a terceira parcela sem quitação, o que já se trata de quebra do contrato assinado entre a empresa e os demitidos voluntariamente.

Rescisões indiretas e moratória na água e luz aos trabalhadores
Na manhã de hoje vários trabalhadores da Busscar se dirigiram ao Sindicato buscando informações sobre a crise, salários atrasados e a posição da entidade. O presidente João Bruggmann e diretores atenderam e continuaram atendendo a todos dando detalhes dos acontecimentos dos últimos dias. Vários estão pedindo até a rescisão indireta, um grande número é verdade, o que também é prejudicial para a retomada da produção caso se chegue a uma saída para mais essa crise.

“Pelo que tenho ouvido nas últimas horas, o atual presidente da empresa já deixou caminho aberto para as mudanças de gestão e administração, os trabalhadores que ainda não tinham entendido o objetivo correto que defende o Sindicato, agora entendem e estão empenhados, o que falta agora é os credores chegarem a um denominador comum. Estamos trabalhando nisso com firmeza”, declarou Bruggmann.

Do Portal dos Mecânicos

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. Como freelance, escreve para vários veículos de comunicação do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.