Imposto de Renda: descoberta fraude de R$ 3 milhões

No dia em que se encerra o prazo para a apresentação do Imposto de Renda, a Receita Federal pegou mais um grande grupo de fraudadores, agora no Maranhão. Escritórios de Contabilidade e Prefeituras estão envolvidas. É, acabou a moleza com a nova Polícia Federal…

Leia a matéria de autoria do repórter da Agência Brasil, Daniel Lima:

Brasília – A Receita Federal e a Polícia Federal deflagaram hoje (30), no Maranhão, a Operação Bolsa-Receita contra um esquema fraudulento de envio de declarações de Imposto de Renda falsas pela internet com o objetivo de receber restituições indevidas. Os investigados são escritórios de contabilidade e prefeituras maranhenses. As fraudes ultrapassariam R$ 3 milhões, com R$ 1 milhão indo diretamente para os fraudadores.

Segundo a Receita Federal em Brasília, estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão contra contadores e mandados de busca e apreensão em sete localidades, incluindo as prefeituras de Parnarama, São Vicente Férrer e Satubinha. A operação também atinge escritórios e residências de contadores em São Luís, capital do estado.

Durante as investigações, foram descobertas 550 declarações falsas de Imposto de Renda de pessoas físicas que informavam rendimentos recebidos das prefeituras dessas cidades, com restituição média de R$ 6 mil. Os declarantes, no entanto, não aparentavam condições para os rendimentos declarados, havendo entre eles inclusive participantes do programa Bolsa Família.”

Salvador Neto

Autor: Salvador Neto

Jornalista, escritor, coach e consultor. Editor do Palavra Livre, apresentou o programa de entrevistas Xeque Mate na TV Babitonga Canal 9 da NET entre 2012/2014 e vários programas de rádio em SC.Tem mais de 25 anos de experiência nas áreas de jornalismo, comunicação, marketing e planejamento. É autor dos livros Na Teia da Mídia (2011) e Gente Nossa (2014). Tem vários textos publicados em antologias da Associação Confraria das Letras, onde é membro fundador e foi diretor de comunicação. No voluntariado, foi diretor voluntário da APAE em Joinville (SC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.